MPF denuncia Silvio Pereira e mais quatro na Lava Jato

De acordo com a denúncia, em 2004, a empreiteira GDK pagou R$ 6,8 milhões de propina a ex-diretores da Petrobras

Sede da AmupeSede da Amupe - Foto: Reprodução/Google

A força-tarefa de procuradores da Operação Lava Jato denunciou nesta terça (8) o ex-secretário do PT Silvio Pereira e mais quatro investigados pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. Caberá ao juiz federal Sérgio Moro decidir se os acusados passarão à condição de réus. De acordo com a denúncia, em 2004, a empreiteira GDK pagou R$ 6,8 milhões de propina aos ex-diretores da Petrobras Renato Duque, Pedro Barusco e a Sílvio Pereira para ser favorecida em uma licitação para obras em um campo gás da estatal.

Em troca do suposto favorecimento, Pereira recebeu um carro da marca Land Rover, segundo a acusação. O recebimento do carro foi investigado no inquérito da Ação Penal 470, o mensalão, em 2005, mas a Procuradoria-Geral da República (PGR) fez um acordo judicial e Silvio Pereira não foi julgado. No entanto, durante as investigações da Lava Jato, delatores afirmaram que Pereira era responsável por acompanhar os contratos da Petrobras em nome do PT.Segundo a acusação, Pereira recebeu o carro uma semana antes do início do procedimento de licitação no qual a GDK estava envolvida.

“Não há qualquer dúvida, porém, que a doação do veículo Land Rover, avaliado na época em R$ 74 mil, a Silvio Pereira foi o pagamento de propina pelo auxílio conferido à referida empreiteira na licitação da Petrobras, conforme exaustivamente narrado”, acusam os procuradores da Lava Jato. O ex-executivo da OAS Léo Pinheiro também foi denunciado.

De acordo com o MPF, entre 2009 e 2011, Pinheiro repassou a Silvio Pereira R$ 486 mil em propina, por meio da simulação de um contrato de prestação de serviço de uma empresa de eventos do ex-secretário do PT. Silvio Pereira foi preso em abril durante a 27ª fase da Operação Lava Jato, batizada de Carbono 14, mas foi solto posteriormente pelo juiz Moro. A Agência Brasil não conseguiu contato com a defesa do ex-secretário do PT.

Veja também

Chilenos pausam protestos e vão às urnas em massa em plebiscito histórico
Plebiscito

Chilenos pausam protestos e vão às urnas em massa em plebiscito histórico

Ministério Público investiga obras de estradas do governo Doria
Justiça

Ministério Público investiga obras de estradas do governo Doria