Mudança no comando da Compesa no radar do governo

Fernandha Batista e Roberto Gusmão tem nomes cotados na dança das cadeiras

Presidente da Compesa, Roberto TavaresPresidente da Compesa, Roberto Tavares - Foto: Bruno Campos/Folha de Pernambuco

Nos bastidores da administração Paulo Câmara, um desgaste na relação do presidente da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), Roberto Tavares, com o núcleo duro do governo já é anotado há algum tempo. A tensão resultante desse atrito repetitivo, no entanto, deve, agora, desaguar em mudança no comando da Compesa. A alteração está no radar, segundo palacianos já preveem. E estaria dependendo apenas da conclusão do xadrez do remanejamento. Na bolsa de apostas que já se dá, há quem aponte a possibilidade de a secretária de Infraestrutura e Recursos Hídricos, Fernandha Batista, ser movida para a presidência da Compesa. A expectativa é de de que essa rearrumação seja consolidada nos próximos dias. Fernanda foi anunciada como titular da Infraestrutura no final do ano passado e a Compesa é vinculada a essa pasta. Não há previsões de que ela possa acumular funções. As especulações se somam, no momento, sobre quem assumiria o lugar dela, que, hoje, está capitaneando um dos principais programas desse segundo mandato de Paulo Câmara, o Caminhos de Pernambuco, cujo objetivo é reestruturar a malha viária até 2022, com investimento de R$ 505 milhões. Outro nome cotado para ser mexido em meio à dança das cadeiras é Roberto Gusmão, da URB. O nome dele remete à alguma influência que o prefeito Geraldo Julio pode ter nessa equação. Aliados observam que esse processo deve ter digital dele e de Antonio Figueira, da Assessoria Especial do governador. Há palaciano lembrando que Roberto Tavares é visto como “ingovernável”.


Bruno não concorre mais

"Não serei eu o candidato". A afirmação taxativa é do presidente nacional do PSDB, Bruno Araújo. Ele enfatiza: "Não disputo mais mandato eletivo. Acho que cumpri meu papel na vida pública, pelo menos em relação a cargos eletivos". Bruno fez a declaração em entrevista ao programa Folha Política, da Rádio Folha FM 96,7 ontem, ao ser indagado sobre os planos da sigla para 2020.
No páreo > Segundo Bruno, o PSDB está buscando alternativa para ter candidatura própria no Recife. Aposta é em “oxigenação”.
Nada... > O conselho de ética do PSDB deve ser instalado nas próximas semanas e será presidido pelo ex-vice-governador do Espírito Santo, Cesar Colnago. Ele será o responsável por distribuir representação contra o deputado federal Aécio Neves.

...debaixo... >Como houve uma mudança de estatuto, ela precisa ter anotação formal do TSE. "Cumprida essa formalidade, conforme determina a Lei dos Partidos Políticos, o conselho de ética fará a distribuição da representação que existe hoje", explica o presidente nacional do PSDB, Bruno Araújo.

...do tapete >Bruno crava o seguinte: “O PSDB não vai botar mais nada para debaixo do tapete". E admite: "Há uma nítida cobrança nacional em relação ao tema do ex-governador, ex-senador, ex-deputado Aécio Neves". Recentemente, o prefeito de São Paulo, Bruno Covas, voltou a cobrar expulsão de Aécio.

Caixinha de... >Não param de chegar queixas à Prefeitura de Jaboatão sobre crateras existentes na PE-17, via que passa pela Muribeca, no município. A gestão vive explicando que a rodovia é de responsabilidade do Governo do Estado.

...reclamação >O prefeito Anderson Ferreira lembra que já fez dois pedidos ao Governo do Estado para municipalizá-la. O último foi em 26 de março e, até agora, nada de resposta.

Veja também

Aos 26 anos, eleito do PSL em reduto petista tem bênção de Luciano Hang
Minas Gerais

Aos 26 anos, eleito do PSL em reduto petista tem bênção de Luciano Hang

Republicanos se fortalece na Frente Popular
Edmar Lyra

Republicanos se fortalece na Frente Popular