"Não está fácil", diz ministro sobre convencer PRB a apoiar reforma

De acordo com Marcos Pereira, a comunicação do governo sobre a reforma da Previdência "não foi bem feita".

Ministro Marcos PereiraMinistro Marcos Pereira - Foto: José Cruz/Agência Brasil

O ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Pereira, afirmou nesta terça-feira (9) que "não está fácil" convencer os parlamentares do PRB, legenda da qual é presidente licenciado, a votar a favor da reforma da Previdência.

"Na medida que posso, ou sou demandado, tento ajudar. Mas não está fácil não. Acho que a maioria vai votar a favor, mas há um desconforto com a reforma", declarou.

De acordo com Pereira, que deu entrevista à imprensa para fazer um balanço de um ano à frente da pasta, a comunicação do governo sobre a reforma da Previdência "não foi bem feita".

"A comunicação não foi bem feita, ou melhor, foi feito o que era possível, mas a comunicação da oposição é covarde e mentirosa. Meu motorista veio me perguntar se vão acabar com o 13º salário", exemplificou. "O governo está fazendo bem em melhorar a comunicação".

Em abril, o presidente Michel Temer decidiu devolver o comando da Camex à pasta comandada por Pereira, o que fortaleceu o aliado. A secretaria havia sido transferida ao Itamaraty no início do governo, em uma tentativa de dar mais força ao ministério comandado pelo ex-chanceler José Serra (PSDB-SP).

O PRB tem 24 deputados, é uma das mais fiéis na base aliada de Temer e pode ser crucial na aprovação da reforma da Previdência.

Veja também

Candidato de Bolsonaro na Câmara, Lira deve ser recebido por Covas em SP
Política

Candidato de Bolsonaro na Câmara, Lira deve ser recebido por Covas em SP

Pazuello faz reunião com embaixador da China para discutir crise das vacinas
Vacinas

Pazuello faz reunião com embaixador da China