'Não fazemos milagre, fazemos direito', diz Cármen Lúcia

Segundo a ministra Cármem Lúcia, que terminou seu pronunciamento dizendo que "o Brasil vale a pena", é necessário "garantir os serviços e o cumprimento da Constituição"

Ministra Cármem Lúcia do STFMinistra Cármem Lúcia do STF - Foto: Alan Marques / Folhapress

Na abertura da sessão do STF (Supremo Tribunal Federal), a presidente Cármen Lúcia falou sobre a atuação dos magistrados na paralisação dos caminhoneiros.
"Não fazemos milagre, fazemos direito", disse.

"Também na democracia se vivem crises, mas dificuldades se resolvem com a aliança dos cidadãos e a racionalidade, a objetividade e o trabalho de todas as instituições dos poderes. (...)

Não se há de deixar ao povo o sofrimento pela carência de aplicação do direito. Para isso somo juízes e não nos afastaremos dos nosso deveres. O poder judiciário brasileiro não deixa de cumprir sua obrigação de guardar a Constituição e de resguardar e assegurar a eficácia dos direitos brasileiros", disse.

Leia também:
Líder da paralisação é filiado ao PSDB e próximo de entidade patronal
Paralisação de petroleiros é política e sem reivindicação, diz Pedro Parente

Segundo ela, que terminou seu pronunciamento dizendo que "o Brasil vale a pena", é necessário "garantir os serviços e o cumprimento da Constituição".

Intervenção militar

Em centenas de pontos de manifestação nas rodovias, foram registradas faixas e declarações pedindo uma intervenção militar no Brasil. Indiretamente, foi esse tipo de atitude que a presidente do STF desencorajou.

“Não temos saudade senão do que foi bom na vida pessoal e em especial histórico de nossa pátria. Regimes sem direitos são passados de que não pode esquecer nem de que se queira lembrar”, disse Cármen Lúcia em referência a regimes não democráticos, como a ditadura militar.

Ela garantiu que o Poder Judiciário trabalha para garantir os direitos dos brasileiros durante o período de crise. “Não se há de deixar ao povo o sofrimento pela carência de aplicação do direito, para isso somos juízes e não nos afastaremos de nossos deveres”.

Veja também

Câmara autoriza laboratório veterinário a produzir vacina para Covid
Congresso

Câmara autoriza laboratório veterinário a produzir vacina para Covid

CPI da Covid tenta resolver impasse sobre Wizard e quer mirar em Pazuello como investigado
Senado

CPI da Covid tenta resolver impasse sobre Wizard e quer mirar em Pazuello como investigado