A-A+

Política

'Nazismo, não', afirma presidente da CPI sobre encontro de Bolsonaro com deputada alemã

Governistas então começaram a sugerir que as ações do grupo majoritário da comissão eram contra a democracia

Senador Omar Aziz (PSD-AM)Senador Omar Aziz (PSD-AM) - Foto: Pedro França/Agência Senado

O presidente da CPI da Covid, senador Omar Aziz (PSD-AM), criticou duramente o presidente Jair Bolsonaro, que recebeu fora da agenda, na segunda-feira (26), uma das líderes da ultradireita alemã, a deputada Beatrix von Storch.

A fala do presidente do colegiado se deu após senadores governistas criticarem o relator, Renan Calheiros (MDB-AL), por ter apresentado requerimento pedindo a quebra de sigilo da Rádio Jovem Pan. Renan disse que se tratou de um equívoco e retirou o requerimento.

 


Governistas então começaram a sugerir que as ações do grupo majoritário da comissão eram contra a democracia. Omar então rebateu lembrando os ataques de Bolsonaro contra a imprensa e lembrou o encontro com a deputada europeia.


"Nós temos que respeitar o povo judeu. Quando é para pedir ajuda, [Bolsonaro] liga para o primeiro-ministro de Israel, mas quando é para se reunir às escondidas, faz com uma deputada nazista", disse Aziz.
"Não podemos permitir isso. Nazismo não! Nazismo não!", completou.

Veja também

Auxiliares defendem que Bolsonaro 'paz e amor' mire no voto da terceira via para 2022
ELEIÇÕES 2022

Auxiliares defendem que Bolsonaro 'paz e amor' mire no voto da terceira via para 2022

Doria volta atrás e decide participar de debates das prévias do PSDB, após repercussão negativa
POLÍTICA

Doria volta atrás e decide participar de debates das prévias do PSDB, após repercussão negativa