"Nenhum projeto entra na pauta sem ser combinado"

O valor seria creditado nos próximos dias

 O aumento no auxílio-alimentação dos vereadores do Recife não durou nem uma semana em vigor - foi revogado ontem. De quebra, o clima azedou na Casa de José Mariano. Primeiro secretário, Marco Aurélio Medeiros, à coluna, desabafa o seguinte: "Boa parte dos vereadores está decepcionada com os demais parlamentares que pensam que o povo e a mídia são burros". Marco Aurélio refere-se a alguns que estavam no dia da sessão e se retiraram antes da votação. E crava: "Nenhum projeto entra na pauta de uma Câmara sem ser combinado, discutido com os pares em nenhum parlamento, nem no Recife, nem no mundo. Arrume outra desculpa". Responsável por levar o assunto ao Facebook, cinco dias após a aprovação, o vereador Ivan Moraes, que estava na Casa no dia, mas não ficou para votar, grifara, na rede social, que o projeto não estava na ordem do dia. "Botamos a cara e dissemos: `Erramos e não vamos errar mais`. Melhor do que a pessoa sair. Diga que está com dor de barriga, que a mulher ligou, mas não justifica", alfineta Marco Aurélio. A população foi logo sentindo, no bolso, o peso do reajuste antes mesmo que ele fosse creditado. Mas, antes tarde para voltar atrás do que nunca. Sem aumento, aos vereadores, restou só o desgaste e o acerto de contas interno. 

Um bloco para 2018
Foi em Caruaru, ontem, que deu-se uma reunião entre o presidente estadual do PDT, Wolney Queiroz, o ex-prefeito José Queiroz, a vereadora Marília Arraes e a deputada estadual Teresa Leitão. Debateram a criação de um bloco para combater as reformas Trabalhista e da Previdência. O encontro, no entanto, é o primeiro dos pedetistas com representantes do PT e pode ter reflexos em 2018. Um dia antes, Wolney almoçou com Silvio Costa, Luciana Santos e Renildo Calheiros.

Endereço..
Foi por engano que a cineasta Tizuka Yamazaki ligou para o Ministério da Educação para tratar da produção “1817, a Revolução Esquecida”. Naquele momento, Michel Temer já havia voltado atrás e recriado o Ministério da Cultura. Mesmo assim, Mendonça Filho, ao ouví-la, sensibilizou-se e decidiu abraçar o projeto.

...certo
Tisuka já guardava um apreço especial por Pernambuco por uma razão: quando foi gravar o filme Parahyba Mulher Macho, procurou o Governo da Paraíba em busca de apoio sem sucesso e quem terminou acatando a ideia dela foi Marco Maciel. Quem lembra o episódio é o ex-ministro Gustavo Krause.

Interrogação
Em debate ontem, no TCE-PE, a procuradora Germana Laureano levantou questão se a dívida de mais de R$ 60 milhões do Governo com a Compesa, já questionada pela deputada Priscila Krause, poderia ser enquadrada como "pedalada fiscal", base jurídica do impeachment da ex-presidente Dilma. Priscila adiantou que pedirá documentos à Arpe.

Tagarelas
Tentou-se organizar as falas dos parlamentares no Pernambuco em Ação ontem. Uma plaquinha indicava que cada um falasse apenas um minuto. Mas, praticamente, ninguém obedeceu. Rodrigo Novaes já começou, sapecando: "Vou avisar, logo, à moça da plaquinha de um minuto, que não vou cumprir o tempo porque Lucas Ramos falou muito mais que isso".

Centenário
Por proposição do deputado José Maurício, a Assembleia Legislativa de Pernambuco, promove sessão solene, na segunda (08), em homenagem aos 100 anos do Colégio Nóbrega, onde estudaram várias lideranças políticas, a exemplo de Paulo Câmara, Marco Maciel e Humberto Costa.

Veja também

Prefeito do Recife, João Campos, testa positivo para Covid-19
Coronavírus

Prefeito do Recife, João Campos, testa positivo para Covid-19

Tribunal abre brecha para reduzir pena tricentenária de Sérgio Cabral
Política

Tribunal abre brecha para reduzir pena tricentenária de Sérgio Cabral