O adeus em meio à maior luta travada pelo MDB-PE

Em encontro com Jarbas e Henry, Temer elogiou Dorany enalteceu as "muitas afinidades" que tinha com ele

Dorany SampaioDorany Sampaio - Foto: Divulgação

Conversas políticas e jurídicas envolvendo a disputa pelo comando do MDB-PE estiveram na pauta do presidente estadual do MDB, Raul Henry, e do deputado federal Jarbas Vasconcelos, ontem, em encontros reservados que tiveram em Brasília. Em função dessa agenda e de encontrar-se na Capital Federal, o vice-governador só conseguiu voo para Recife pouco depois das 14h e acabou não chegando a tempo ao velório do ex-presidente do MDB-PE, Dorany Sampaio, que faleceu, ontem, aos 91 anos. Dorany, que presidiu a sigla por quase 30 anos, se despede numa hora em que a legenda enfrenta sua maior luta em Pernambuco. A despeito das duras eleições já vividas, o embate atual envolve a possibilidade de mudança de comando e perpassa a história de fundadores do partido, a exemplo de Jarbas Vasconcelos e do próprio Dorany. As memórias se entrelaçam. No último dia 6 de março, quando recebeu Jarbas e Henry para tratar, exatamente, do impasse instalado no Estado, o presidente Michel Temer chegou a realçar a trajetória de Dorany Sampaio. De espontânea vontade, elogiou o advogado e enalteceu as "muitas afinidades" que tinha com o ex-presidente do MDB estadual. Desde que Dorany adoeceu, Henry assumiu o comando da sigla em mandato tampão, que se estendeu até 2017 e que, agora, em caráter definitivo, corre o risco de ser interrompido. Quando o futuro da legenda em Pernambuco parece mais incerto, o adeus a Dorany só faz os tempos de estabilidade parecerem ainda mais distantes.

Malas prontas para o PROS
A filiação do deputado federal João Fernando Coutinho ao PROS deve ocorrer até amanhã. Essa era a expectativa nos bastidores ontem. O ingresso na nova legenda, no entanto, depende da desfiliação do PSB que pode se dar via conversa com a direção nacional da sigla.

Manada > Não está descartado que outros deputados migrem junto. As apostas passam não só pelo nome de Gonzaga Patriota. Cadoca tem tido o nome ventiado entre as possibilidades.

Reforma 1 > Para enfrentar o rombo da previdência dos servidores do Estado, o governador Paulo Câmara instituiu um grupo de trabalho, sob coordenação da Secretaria da Fazenda, reunindo os principais secretários. O decreto é do dia 12 de março.

Reforma 2 > Em 2016, último ano analisado pelo TCE, o rombo foi de R$ 2,8 bilhões na previdência estadual para 104 mil ativos e 86 mil inativos. Essa lacuna precisa ser coberta com recursos do tesouro estadual, retirando dinheiro de investimentos, da Saúde e da Educação. O grupo terá duração de cinco meses.

Manutenção > O senador Armando Monteiro comunicou ao prefeito de Camaragibe, Meira, que destinou, através de uma emenda orçamentária individual ao OGU/2018, uma verba de R$ 600.000,00 para a manutenção das unidades de Saúde do município.

Pronta entrega > A audiência do governador Paulo Câmara e do secretário Márcio Stefanni no BNDES, ontem, rendeu um resultado imediato: a diretora de Gestão Pública do banco, Marilene Ramos, entregou documento garantindo que a instituição vai financiar as motos das polícias do Estado. São R$ 25 milhões para isso e esse projeto já era antigo.

Guia > Os R$ 42 milhões anunciados por Michel Temer para área de Segurança foram à pauta, como a coluna registrara. Stefanni e Paulo Câmara apresentaram tópicos relacionados ao Pacto pela Vida, colocaram em discussão como os municípios podem contribuir com iluminação pública, limpeza, entre outras coisas.

Veja também

Fux abre fórum de combate à violência contra a mulher
justiça

Fux abre fórum de combate à violência contra a mulher

Boulos diz que teve celular clonado, que estão pedindo dinheiro em seu nome e aciona Justiça
política

Boulos diz que teve celular clonado, que estão pedindo dinheiro em seu nome e aciona Justiça