Olindense ou não. Eis a questão

Durante entrevista na Rádio Folha, Lupércio rebateu acusações de adversário do PSB

Midsommar - O Mal Não Espera a NoiteMidsommar - O Mal Não Espera a Noite - Foto: Reprodução/Adoro Cinema

O deputado estadual e candidato à Prefeitura de Olinda, Professor Lu­pércio (SD), deu entrevista, na última segunda-feira (17), à Radio Rádio Folha 96,7 FM, e foi enfático ao afir­mar que o debate sobre a “certidão de nascimento” dos candidatos “não ajuda em na­da”. O candidato do Solidariedade rebateu acusações feitas por seu adversário, Antônio Campos (PSB), de que residiria em um apartamento em Boa Viagem, Zona Sul do Recife, e disse que não entraria no “jogo” do socialista. Lupércio também enfatizou sua identidade com a cidade, afirmando que sempre morou em Olinda.

“Toda minha trajetória de infância foi em Olinda. As pessoas me conhecem. Já teve gente me aconselhando para não entrar nesse jogo. É o que vamos fazer. Nunca tive apartamento em Boa Viagem. Isso é um desespero político. Que bom que as pessoas não estão dando ouvidos. Não tenho nenhuma dificuldade em ir no carro dele (Antônio Campos) ou ele no meu para que me mostre o lugar. Ele poderia me mostrar a escritura do imóvel, até mesmo falar com o síndico do prédio para que este diga se existe um apartamento com o nome de Lupércio Carlos. Nunca tive e se tivesse minha esposa seria a primeira a saber”, afirmou.

Professor Lupércio também rebateu acusações de que teria ligações com uma empresa “fantasma”, através da Assembleia Legislativa de Pernambuco. “Toda documentação que passa pelo gabinete dos deputados, não apenas o meu, passa pela auditoria da Casa para depois ir para o Tribunal de Contas do Estado. Tenho toda documentação, um parecer da Assembleia mostrando que a empresa é idônea. Outros deputados também trabalham com a empresa”, comentou.

Ele também garantiu que não se aliou ao atual prefeito de Olinda, Renildo Calheiros (PCdoB).“Sempre bati e querem dizer que sou aliado de Renildo. Se fosse aliado teria apoiado a candidatura de Luciana Santos (PCdoB) e não me candidatado", declarou.

Acusações
As acusações de que Lupércio mora em Olinda, foram publicadas no Facebook pelo também candidato Antônio Campos (PSB). Ainda ontem, a Coligação Muda Olinda, fez um requerimento à Delegacia de Peixinhos, em Olinda, pedindo para que a polícia investigue se Lupércio reside ou não no Recife.

A coligação já moveu um processo de falsidade ideológica contra Lupércio, por conta da divergência entre a declaração dada à Justiça Eleitoral, de que teria nascido em Olinda, e sua certidão de nascimento. Em entrevista à Radio Folha Lupércio admitiu que sua assessoria teria cometido um erro ao registrar sua candidatura na Justiça Eleitoral. “Evidente que na hora que a pessoa estava formalizando meu registro acabou colocando Olinda. Coisa banal”, afirmou.

Também ontem, a coligação ajuizou investigação judicial eleitoral por suposto uso de máquina pública a favor de Lupércio. Na visão da coligação, o prefeito Renildo Calheiros estaria coagindo funcionários municipais a participarem das atividades de campanha de Lupércio.

Antônio Campos será, hoje, a partir das 12h20, o convidado do programa Fo­lha Política, da Rádio Folha. Todos os candidatos ao segundo turno em Pernambuco estão sendo entrevistados pelo programa.

 

Veja também

Bolsonaro faz mudança em cargos do gabinete pessoal e Secretaria-Geral
Política

Bolsonaro faz mudança em cargos do gabinete pessoal e Secretaria-Geral

'Não acredito que vacina chinesa transmita segurança pela sua origem', diz Bolsonaro
coronavírus

'Não acredito que vacina chinesa transmita segurança pela sua origem', diz Bolsonaro