Olindense ou não. Eis a questão

Durante entrevista na Rádio Folha, Lupércio rebateu acusações de adversário do PSB

Midsommar - O Mal Não Espera a NoiteMidsommar - O Mal Não Espera a Noite - Foto: Reprodução/Adoro Cinema

O deputado estadual e candidato à Prefeitura de Olinda, Professor Lu­pércio (SD), deu entrevista, na última segunda-feira (17), à Radio Rádio Folha 96,7 FM, e foi enfático ao afir­mar que o debate sobre a “certidão de nascimento” dos candidatos “não ajuda em na­da”. O candidato do Solidariedade rebateu acusações feitas por seu adversário, Antônio Campos (PSB), de que residiria em um apartamento em Boa Viagem, Zona Sul do Recife, e disse que não entraria no “jogo” do socialista. Lupércio também enfatizou sua identidade com a cidade, afirmando que sempre morou em Olinda.

“Toda minha trajetória de infância foi em Olinda. As pessoas me conhecem. Já teve gente me aconselhando para não entrar nesse jogo. É o que vamos fazer. Nunca tive apartamento em Boa Viagem. Isso é um desespero político. Que bom que as pessoas não estão dando ouvidos. Não tenho nenhuma dificuldade em ir no carro dele (Antônio Campos) ou ele no meu para que me mostre o lugar. Ele poderia me mostrar a escritura do imóvel, até mesmo falar com o síndico do prédio para que este diga se existe um apartamento com o nome de Lupércio Carlos. Nunca tive e se tivesse minha esposa seria a primeira a saber”, afirmou.

Professor Lupércio também rebateu acusações de que teria ligações com uma empresa “fantasma”, através da Assembleia Legislativa de Pernambuco. “Toda documentação que passa pelo gabinete dos deputados, não apenas o meu, passa pela auditoria da Casa para depois ir para o Tribunal de Contas do Estado. Tenho toda documentação, um parecer da Assembleia mostrando que a empresa é idônea. Outros deputados também trabalham com a empresa”, comentou.

Ele também garantiu que não se aliou ao atual prefeito de Olinda, Renildo Calheiros (PCdoB).“Sempre bati e querem dizer que sou aliado de Renildo. Se fosse aliado teria apoiado a candidatura de Luciana Santos (PCdoB) e não me candidatado", declarou.

Acusações
As acusações de que Lupércio mora em Olinda, foram publicadas no Facebook pelo também candidato Antônio Campos (PSB). Ainda ontem, a Coligação Muda Olinda, fez um requerimento à Delegacia de Peixinhos, em Olinda, pedindo para que a polícia investigue se Lupércio reside ou não no Recife.

A coligação já moveu um processo de falsidade ideológica contra Lupércio, por conta da divergência entre a declaração dada à Justiça Eleitoral, de que teria nascido em Olinda, e sua certidão de nascimento. Em entrevista à Radio Folha Lupércio admitiu que sua assessoria teria cometido um erro ao registrar sua candidatura na Justiça Eleitoral. “Evidente que na hora que a pessoa estava formalizando meu registro acabou colocando Olinda. Coisa banal”, afirmou.

Também ontem, a coligação ajuizou investigação judicial eleitoral por suposto uso de máquina pública a favor de Lupércio. Na visão da coligação, o prefeito Renildo Calheiros estaria coagindo funcionários municipais a participarem das atividades de campanha de Lupércio.

Antônio Campos será, hoje, a partir das 12h20, o convidado do programa Fo­lha Política, da Rádio Folha. Todos os candidatos ao segundo turno em Pernambuco estão sendo entrevistados pelo programa.

 

Veja também

Após exame no pulmão, Bolsonaro diz que fará novo teste para coronavírus
Coronavírus

Após exame no pulmão, Bolsonaro diz que fará novo teste para coronavírus

Para agradar centrão, senadores aliados do governo Bolsonaro tentam ressuscitar showmícios
Brasil

Para agradar centrão, senadores aliados do governo Bolsonaro tentam ressuscitar showmícios