Órfãos do PT aderem a manifesto pró-Boulos

O documento "Vamos com Guilherme Boulos e Sônia Guajajara" tem cerca de 500 assinaturas e será lido pela cantora Maria Gadú

Atriz Letícia SabatellaAtriz Letícia Sabatella - Foto: Reprodução/Facebook

Nomes tradicionalmente associados ao PT e ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva figuram em manifesto de apoio à candidatura de Guilherme Boulos (PSOL) à Presidência da República, que será lançado nesta terça (22). Entre eles, os atores Paulo Betti e Letícia Sabatella, o religioso Frei Betto e a urbanista Raquel Rolnik. O documento "Vamos com Guilherme Boulos e Sônia Guajajara" tem cerca de 500 assinaturas e será lido pela cantora Maria Gadú.

O escritor Gregorio Duvivier, a atriz Sônia Braga e a cartunista Laerte Coutinho endossam o texto, no qual a pré-candidatura de Boulos é descrita "como arejada, construída de baixo pra cima, em aliança inédita entre partidos e movimentos sociais".

Leia também:
[No Cafezinho] Guilherme Boulos critica negociações de petistas


Segundo o documento, é preciso interromper a destruição de direitos. "Da mesma forma, erguer a bandeira da esquerda não é o bastante. É preciso explicar o que de fato ela representa: que o destino de todos não pode estar submetido à ganância de poucos. Que um governo deve servir às maiorias, nunca às corporações. Que a apropriação privada do bem público, pela corrupção ou pelos privilégios, não pode estar na gramática de quem quer mudar a sociedade", diz o manifesto.

O documento não explicita apenas o desembarque de apoiadores do PT, mas de Marina Silva (Rede). Antigos eleitores dela, como o ator Wagner Moura, a empresária Paula Lavigne e o antropólogo Eduardo Viveiros de Castro estão entre os signatários.

Os atores Érico Brás, Bruno Mazzeo e Alinne Moraes também estão entre apoiadores da candidatura do coordenador do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto), além do sociólogo Chico Oliveira e do poeta Ferrez.

A lista inclui ainda colaboradores na redação de programas de governo. Crítico da Lava Jato e presença em atos em defesa de Lula, o advogado Pedro Estevam Serrano terá participação na pré-campanha. Assessor especial do primeiro governo Lula, Frei Betto participará do grupo dedicado aos programas sociais. A economista Laura Carvalho deverá coordenar a área econômica.

O manifesto conta com apoio de militantes do movimento negro, líderes religiosos e parlamentares europeus. A secundarista Ana Júlia Ribeiro que em 2016, atraiu a atenção de Lula ao discursar em favor da ocupação de escolas no Paraná, também assina o documento.

No mesmo ato, será lançada, na Casa do Baixo Augusta, uma plataforma para arrecadação de recursos para pré-campanha e discussão de propostas de governo.
Será apresentada também uma ferramenta de mobilização, permitindo a criação de grupos.

Veja também

CPI vota, nesta quinta (20), pedido de acesso a vídeos de reuniões ministeriais com Ernesto
CPI da Covid

CPI vota, nesta quinta (20), pedido de acesso a vídeos de reuniões ministeriais com Ernesto

Ernesto diz que falou a verdade sobre Kátia Abreu em caso de suposto lobby chinês pelo 5G
CPI da Covid

[Ao vivo] Ernesto diz que falou a verdade sobre Kátia Abreu em caso de suposto lobby chinês pelo 5G