Organização faz campanha para colher denúncias de corrupção relacionadas à pandemia

A organização civil sem fins lucrativos está agindo em parceria com o Ministério Público

CoronavírusCoronavírus - Foto: Divulgação

O Instituto Não Aceito Corrupção abriu uma página na internet para receber denúncias de irregularidades nos gastos públicos em tempos de pandemia. A iniciativa se chama Corruptovírus.

A organização civil sem fins lucrativos está agindo em parceria com o Ministério Público. Os dados coletados serão destinados diretamente aos promotores do órgão para que eles possam agir em casos de "falta de transparência e desvios de verbas".

A página informa que o Inap não tem ligação com partidos e foi criada em 2015, em São Paulo, pelo promotor de Justiça Roberto Livianu, hoje presidente da organização. O Inap mantém outros cursos e projetos ligados ao combate à corrupção.

Leia também:
Número de mortos por coronavírus no mundo passa de 355 mil
Camaragibe faz nova ação para conscientizar população


Na última terça-feira (26), por exemplo, a Polícia Federal deflagrou a operação Placebo, que envolveu irregularidades a montagem de hospitais de campanha. O inquérito conduzido pela Procuradoria-Geral da República mirou a relação do governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, com o empresário Mário Peixoto, preso há duas semanas. Witzel afirma que a investigação é fruto de "perseguição política" conduzida pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) por meio da Polícia Federal. As provas usadas pela PGR, contudo, têm como origem o Ministério Público Federal e o Ministério Público Estadual do Rio de Janeiro.

A Operação Placebo diz ter reunido provas indicando que o governador está no topo de uma organização que fraudou o orçamento até das caixas-d'água de hospitais de campanha no Rio.

Dados da investigação, enviados pelo Ministério Público Federal no Rio ao STJ (Superior Tribunal de Justiça), afirmam que Witzel "tinha o comando" das ações para, supostamente, lesar a gestão das unidades de saúde.

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

 

Veja também

Especialistas veem possível crime de responsabilidade e improbidade de Bolsonaro em live
Voto impresso

Especialistas veem possível crime de responsabilidade e improbidade de Bolsonaro em live

Um dia após live de Bolsonaro, Lira diz não ver chance em PEC do voto impresso
Voto impresso

Um dia após live de Bolsonaro, Lira diz não ver chance em PEC do voto impresso