mundo

Papa tinha "energia de um homem de 30 anos" ao discutir desigualdade e fim para guerra, diz Lula

Presidente disse ter ficado feliz de ver religioso em bom estado após cirurgia a que foi submetido no início do mês

Papa Francisco observa arte que recebeu de presente do presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva Papa Francisco observa arte que recebeu de presente do presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva  - Foto: Reprodução/Vaticano

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta quinta-feira (22) ter ficado feliz de ver o Papa saudável após a cirurgia abdominal a que foi submetido no início do mês. O jesuíta, afirmou Lula durante uma entrevista coletiva ao deixar a Itália, parecia ter a "energia de um homem de 30 anos" durante o encontro no Vaticano na véspera.

"Eu fiquei feliz porque achei o Papa muito saudável. Pensei que ia chegar aqui e encontrar um homem convalido após acabar de sair de uma cirurgia. Ele estava muito animado, muito sorridente" afirmou Lula."Todo dia eu digo no Brasil que sou um jovem de 77 anos com energia de 30, o Papa ontem tinha energia de 30. Estava muito motivado e muito disposto a continuar com sua luta contra a desigualdade e para construir a paz no Planeta Terra."

O Papa, afirmou também o presidente, é a "mais importante autoridade política do planeta", ressaltando os compromissos do argentino com a guerra na Ucrânia, afirmando que ambos compartilham da ideia de que é necessário falar de construção da paz. Neste aspecto, disse Lula, o Pontífice é fundamental.

"Eu não tenho dúvidas de dizer para vocês que o Papa Francisco é a mais importante autoridade política do planeta Terra, não só pelo que representa, mas pela sua postura naquilo que fala" disse Lula, destacando a luta do Pontífice contra a desigualdade.

Veja também

Fachin vota para reconhecer que escolas devem combater discriminações
Fachin

Fachin vota para reconhecer que escolas devem combater discriminações

STF retoma julgamento sobre atendimento de pessoas trans no SUS
SUS

STF retoma julgamento sobre atendimento de pessoas trans no SUS

Newsletter