A-A+

Para Gilmar, denúncia contra Glenn afronta sua decisão

O entendimento do ministro é que o oferecimento da denúncia é um ato que visa à responsabilização do fundador do site The Intercept Brasil

Gilmar MendesGilmar Mendes - Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

Para o ministro Gilmar Mendes, do STF (Supremo Tribunal Federal), a denúncia do Ministério Público Federal contra o jornalista Glenn Greenwald desrespeita a decisão que deu em agosto do ano passado.

O entendimento do ministro é que o oferecimento da denúncia é um ato que visa à responsabilização do fundador do site The Intercept Brasil.

O despacho de Gilmar determinava justamente que as autoridades públicas e seus órgãos de apuração se abstivessem de "praticar atos que visem à responsabilização do jornalista Glenn Greenwald pela recepção, obtenção ou transmissão de informações publicadas em veículos de mídia, ante a proteção do sigilo constitucional da fonte jornalística".

Leia também:
Denúncia contra Glenn é problemática e perigosa, diz Marco Aurélio, do STF
Grupo de advogados diz que denúncia contra Glenn é escalada autoritária


O MPF denunciou nesta terça-feira (21) sete pessoas sob acusação de envolvimento no caso.

Glenn foi denunciado pelo procurador Wellington Oliveira pelos crimes de associação criminosa e interceptação telefônica ilegal.

Veja também

'PEC do Pazuello' está parada na Câmara há três meses e não entrará em vigor para 2022
política

'PEC do Pazuello' está parada na Câmara há três meses e não entrará em vigor para 2022

STF julga limites da Justiça Militar e pode criar novo embate com Forças Armadas
Judiciário

STF julga limites da Justiça Militar e pode criar novo embate com Forças Armadas