A-A+

Para Marília, Lula em dois palanques 'não preocupa'

Sobre enfrentar João Campos, a deputada diz que trabalha para vencer no 1º turno

Marília Arraes na Rádio FolhaMarília Arraes na Rádio Folha - Foto: Paullo Allmeida

No PSB, a tese de que o ex-presidente Lula pode ter duas candidaturas no Recife já foi cogitada nas coxias. Socialistas graduados dizem que não é impossível o PT manter, inclusive, os cargos nas gestões do PSB, caso essa hipótese de dois palanques se consolide. O desenho em questão se refere a Lula apoiar tanto Marília Arraes, quanto João Campos. A deputada, que embarcou ontem para São Paulo e fica lá até a próxima semana, diz o seguinte: "Isso não me preocupa. O que me preocupa é o Recife. Me preocupa morrerem oito pessoas soterradas numa barreira, não importa de quem foi a culpa. Aliás, ficou jogo de empurra". Marília reforça: "Isso me preocupa. Se Lula vai subir em um ou dois palanques, aí é decisão eleitoral. O que a gente tem que discutir é o Recife, são os problemas da cidade".

Marília fez as observações em entrevista à Rádio Folha FM 96,7 ontem. Se os socialistas não descartam duas candidaturas apoiadas por Lula na Capital, a Oposição passou a repisar em coro a estratégia da unidade como caminho ideal de forma, até, a evitar, como já definiu Daniel Coelho, "um segundo turno entre dois primos" no Recife. Sobre essa menção a um segundo turno entre ela e João Campos, Marília contemporiza: "Eu vou trabalhar para ganhar no 1º turno. Aí, se a Oposição acha que é uma estratégia melhor ter mais candidaturas, menos candidaturas, aí eles é que têm que decidir. Agora, nós vamos fazer uma campanha, discutir o Recife e trabalhar para ganhar no primeiro turno". Marília embarcou para São Paulo, ontem, para posse do Diretório Nacional do PT e fica por lá até semana que vem. Dever ter conversas, as quais define como "importantes" por lá e diz que é provável sair com um calendário partidário para definições eleitorais nas capitais, nas principais cidades e com alguma resolução do diretório. No Recife, o diretório posicionou-se a favor de aliança. Mas Marília aposta na palavra final da nacional.


 

 Lupi vem, mas não para o Recife

 

A previsão original era de que o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, cumprisse agendas no Recife em dezembro, que contemplariam o prefeito Geraldo Julio e o deputado federal Túlio Gadêlha. Lupi estará no Recife no próximo dia 7, de fato, mas para a convenção do partido em Paulista.
Paulista > Calos Lupi marcará presença na convenção em Paulista, onde o partido terá como candidato a prefeito o presidente da Câmara Municipal, Fábio Barros.
Autógrafos > O presidente nacional do PDT aproveitará a passagem por Pernambuco para lançar seu livro, "Um golpe contra os trabalhadores”, na Livraria Jaqueira.
Estica o prazo > Desde dezembro, Lupi ficara de inaugurar, junto com Ciro Gomes, a Escola Leonel Brizola, no Recife, ao lado também de Geraldo Julio. Casaria a agenda com o lançamento da pré-candidatura de Túlio Gadêlha, o que deve ficar mais para frente.
Compêndio... > O líder do PT, Humberto Costa, decidiu imprimir Vade Mecum pela gráfica do Senado. E a repercussão foi enorme. O mandato do parlamentar já distribuiu mais de 15 mil exemplares do material.
...com 900 páginas > O livro reúne 11 das principais legislações, entre elas a Constituição, o Código Civil, o Código Penal e a Lei Maria da Penha. São textos atualizados, indicados pra quem quer estudar e ficar por dentro das leis. O material é enviado pelos Correios e têm 900 páginas.

 

Veja também

Governo mantém regras excepcionais no setor de energia elétrica
Energia

Governo mantém regras excepcionais no setor de energia elétrica

Bivar se consolida com o União Brasil e garante protagonismo em 2022
Edmar Lyra

Bivar se consolida com o União Brasil e garante protagonismo em 2022