A-A+

Paulo vai até Jarbas e segue sem encontro com os Coelho

A indefinição do grupo de FBC acaba respingando nos peemedebistas

Era por volta das 10h de ontem, quando o governador Paulo Câmara aportou no gabinete do deputado federal Jarbas Vasconcelos, em Brasília, para lhe dar os parabéns pessoalmente. O chefe do Executivo estadual estava acompanhado do prefeito do Recife, Geraldo Julio, e do vice-governador Raul Henry, Considerando que poucas coisas em política se dão por acaso, o gesto ganha um simbolismo maior porque ocorre no momento em que as articulações para 2018, no Estado, têm gerado interrogações sobre uma eventual reaproximação entre PT e PSB. Alguns dos envolvidos negam a possibilidade, mas outros defendem que as pontes devem ser mantidas. Na semana passada, por exemplo, o senador Humberto Costa, na Rádio Jornal, declarou: "Não podemos fechar nenhuma porta".

Ao analisar o mesmo tema, o deputado Danilo Cabral, em entrevista à coluna digital No Cafezinho, valendo-se da mesma expressão, ponderou: "Portas devem estar abertas". Com o jogo ainda sendo jogado, a movimentação de Paulo Câmara de ir cumprimentar Jarbas pelo aniversário, na Capital Federal, não deixa de ser, na avaliação de integrantes da Frente Popular, um movimento de reafirmação da aliança com o PMDB no Estado. Paulo tem trabalhado para não romper as pontes em várias frentes. Em seu próprio partido, o grupo dos Coelho segue sem uma definição do futuro político, o que também tem inflamado especulações, que voltaram a ser incensadas, sobre o interesse da cúpula do PMDB em dar o comando da sigla no Estado ao senador Fernando Bezerra Coelho. Essa indefinição dos Coelho acaba respingando nos peemedebistas no Estado. De outro lado, acomodar o PT e o PMDB de Jarbas em uma aliança no Estado seria inviável. Paulo sabe disso. Por enquanto, o governador segue sem encontros com FBC. E trata de ir até Jarbas.

Ainda não foi dessa vez
Paulo Câmara não tem agenda marcada com Fernando Bezerra Coelho e, na passagem por Brasília, ontem, quem foi ao encontro do ministro Fernando Filho foi o vice-governador Raul Henry. Paulo cuidou da agenda no Ministério da Integração Nacional.

In loco > Hélder Barbalho, inclusive, estará em Pernambuco até o dia 15 de setembro. Ficou de cravar a agenda para uma quinta ou sexta-feira. Deve ter dois compromissos: assinar contrato para obras de encostas voltadas aos municípios da Mata Sul e inaugurar a Adutora do Siriji, que leva água para Mata Norte.

Não se... > Presidente estadual do PMDB, Raul Henry segue taxativo quando o assunto são as especulações de que o partido poderia passar às mãos de Fernando Bezerra. À coluna, afirma: "Tenho absoluta tranquilidade em relação a isso. Há uma solidariedade recíproca na executiva nacional em relação às executivas estaduais".
...compara > Diante do episódio em que o partido puniu, recentemente, deputados que votaram a favor do prosseguimento da denúncia contra Temer, Raul observa que "uma intervenção no diretório constituído é completamente diferente de puxar orelha de um parlamentar".
Consequências > Lula chega hoje a Pernambuco e amanhã fará ato com trabalhadores, em Suape, em defesa das indústrias petrolífera e naval. Quer fazer um resgate dos tempos prósperos. O tema é delicado porque as obras estão inacabadas na esteira da Lava Jato e das delações, que atingem também petistas e desembocaram na desmobilização das obras.

Veja também

Bolsonaro vira 'criminoso climático' em ação nas ruas de NY antes de Assembleia da ONU
ONU

Bolsonaro vira 'criminoso climático' em ação nas ruas de NY antes de Assembleia da ONU

Sindicato acusa Prevent Senior de forçar médicos a falar que receitaram cloroquina por conta própria
CPI

Sindicato acusa Prevent Senior de forçar médicos a falar que receitaram cloroquina por conta própria