Política

Peças soltas no xadrez da base de Paulo Câmara

Ao menos sete postos estratégicos ainda estão indefinidos no Palácio das Princesas

Prefeito Geraldo Julio (PSB)Prefeito Geraldo Julio (PSB) - Foto: Andréa Rego Barros/Divulgação

 

O ano de 2017 começou com um xadrez político para o governador Paulo Câmara (PSB) solucionar. A vacância de alguns quadros do governo para assumir mandatos na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) e novos desafios em outras gestões era iminente, mas a substituição não segue o ritmo da saída. Ao menos sete cargos estratégicos estão sem ocupantes definitivos. Quatro deles por aliados que assumiram mandatos de deputados estaduais, dois em gestões municipais e um decidiu por decissão pessoal. Enquanto isso, alguns ex-prefeitos desejam ocupar alguns espaços.

Deixaram o governo nos últimos dias de 2016 com destino à Alepe, Laura Gomes (PSB), ex-secretária-execu­tiva de Direitos Humanos; Gustavo Negromonte (PMDB), ex-secretário-exe­cutivo de Projetos Estratégicos, ligado à pasta de Turismo; Roberta Arraes (PSB), ex-assessora especial do governador; Isaltino Nascimento (PSB), ex-secretário de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude. No lugar deste último, responde temporariamente Bruno Coelho, que acumula a secretaria-executiva de Gestão.

Nos bastidores, comenta-se que, com exceção de Nascimento, os demais desejavam assumir os respectivos mandatos na Assembleia. Após reunião com Câmara, ontem, o socialista afirmou que o governador ficou de lhe dar um posicionamento até a próxima segunda-feira sobre sua situação. O ex-auxiliar, contudo, disse que aceitará “o que for mais estratégico para o governo”.

A vaga deixada por Thiago Norões, em Desenvolvimento Econômico, foi ocupada temporariamente por Guilherme Gondin, secretário-executivo. Norões acumulava a presidência do Complexo Portuário de Suape, que também ficou sem o seu vice-presidente com a saída de Evandro Avelar (PSDB) para assumir a secretaria de Serviços Urbanos de Olinda. Nos bastidores, especulam-se os nomes de Alexandre Valença, secretário estadual de Micro e Pequenas Empresas; Fernando Dueire, assessor especial da vice-governadoria; e Jenner Guimarães, presidente da Ad Diper, para Desenvolvimento Econômico.

Ademais, a ex-presidente da Empresa Pernambucana de Turismo (Empetur), Ana Paula Vilaça, deixou a gestão para assumir a secretaria de Turismo, Esporte e Lazer da Prefeitura do Recife. A indicação é do secretário estadual de Turismo, Felipe Carreras (PSB), assim com para a vaga de Negromonte.

Enquanto alguns espaços ficaram vacantes, especula-se que os ex-prefeitos Gino Albanez (PSB/São Lourenço da Mata), Adilson Gomes Filho (PSB/Moreno), Jorge Alexandre (PSDB/Camaragibe) e o Coronel Mario Cavalcanti, ex-interventor de Gravatá, podem assumir espaços na gestão. Dilsinho teve o nome cogitado para ocupar algum espaço na pasta de Turismo. Outro nome que poderia surgir é o de Jorge Gomes (PSB/Caruaru), mas, dizem que, este deve ocupar algum espaço no gabinete da esposa, Laura, na Alepe. No governo, todavia, ninguém fala abertamente sobre o preenchimento dos espaços.

 

Veja também

Moro critica inquérito sobre mudança de domicílio eleitoral e fala em tentativa de intimidação
Eleições 2022

Moro critica inquérito sobre mudança de domicílio eleitoral e fala em tentativa de intimidação

PT e PSD negociam chapa em Minas de olho em aliança nacional
Eleições 2022

PT e PSD negociam chapa em Minas de olho em aliança nacional