BRASIL

PF: novo chefe quer mudar diretoria que investiga políticos com foro privilegiado e crime organizado

Márcio Nunes de Oliveira se reuniu com diretores nesta quarta-feira e informou que fará mudanças na cúpula da instituição

Márcio Nunes de OliveiraMárcio Nunes de Oliveira - Foto: MJSP

O novo diretor-geral da Polícia Federal, Márcio Nunes de Oliveira, deve trocar o delegado que comanda a área responsável por investigar políticos e integrantes do crime organizado, a Diretoria de Investigação e Combate ao Crime Organizado (Dicor).

Ele também pretende promover alterações em outras cadeiras da cúpula da instituição. Na quarta-feira, Márcio Nunes passou o dia reunido com os atuais diretores e lhes informou sobre mudanças que faria no órgão.

O setor onde tramitam inquéritos de políticos estava sob o comando do delegado Luís Flávio Zampronha, que tem no currículo participação em investigações de combate à corrupção, como o escândalo do Mensalão, por exemplo.

 



A Dicor é considerada um dos postos mais sensíveis dentre as diretorias da PF, justamente pela sua área de atuação.

 

Veja também

Carlos Bolsonaro ignora ato em defesa do pai e posta canção de Tina Turner em rede social
NEUTRALIDADE

Carlos Bolsonaro ignora ato em defesa do pai e posta canção de Tina Turner em rede social

Bolsonaro tem bateria de exames marcada para esta semana após ato na Paulista
CHECK-UP

Bolsonaro tem bateria de exames marcada para esta semana após ato na Paulista