PGR denuncia Fernando Pimentel sob acusação de caixa dois

É a quarta vez que Pimentel é denunciado no âmbito da Operação Acrônimo, que investiga um suposto esquema de lavagem de dinheiro em campanhas eleitorais envolvendo gráficas e agências de comunicação

Fernando Pimentel (PT)Fernando Pimentel (PT) - Foto: Divulgação

O governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), foi denunciado pela Procuradoria-Geral da República no STJ (Superior Tribunal de Justiça) pelo crime de falsidade ideológica para fins eleitorais por suposta fraude na prestação de contas de campanha em 2014 -o chamado caixa dois.

É a quarta vez que Pimentel é denunciado no âmbito da Operação Acrônimo, que investiga um suposto esquema de lavagem de dinheiro em campanhas eleitorais envolvendo gráficas e agências de comunicação.

Leia também:
Fernando Pimentel recebeu mesada de R$ 300 mil em campanha, diz delator
Dilma teria pedido R$ 30 mi para campanha de Fernando Pimentel


A denúncia tem como base a delação premiada do empresário Benedito Barbosa da Silva Junior, o Bené, apontado como operador do governador, e que se tornou um dos delatores da operação.

Relator do processo na Corte, o ministro Herman Benjamin quebrou o sigilo do processo nesta terça-feira (22). Também notificou o governador e outros seis acusados para que apresentem defesa prévia até a primeira semana de junho. A denúncia precisa ser aceita pela Corte Especial do STJ para que o processo prossiga.

A defesa do petista diz que a denúncia não é "nada demais". "Oferecida a denúncia, cabe ao Relator mandar notificar os acusados. Foi só isso que ocorreu. Nada demais. E a defesa não irá antecipar sua resposta. Ela irá para os autos do processo", afirmou o advogado Eugênio Pacelli.

O governador de Minas já havia sido denunciado sob suspeita de tráfico de influência e lavagem de dinheiro.

Veja também

Bolsonaro perde 6 ministros, mas dá as cartas na PF um ano após reunião
Política

Bolsonaro perde 6 ministros, mas dá as cartas na PF um ano após reunião

Ministério do Meio Ambiente tem R$ 2,8 milhões para ações ambientais em fundo no BNDES
Meio Ambiente

Ministério do Meio Ambiente tem R$ 2,8 milhões para ações ambientais em fundo no BNDES