PGR envia ao Supremo parecer a favor de prorrogação de inquérito

Investigação apura suposta interferência do presidente Bolsonaro na PF

Supremo Tribunal Federal (STF)Supremo Tribunal Federal (STF) - Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

A Procuradoria-Geral da República enviou nesta terça-feira (2) ao ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), parecer a favor da prorrogação, por mais 30 dias, do inquérito aberto pela Polícia Federal (PF) para apurar a suposta interferência política do presidente Jair Bolsonaro na Polícia Federal (PF) e o crime de denunciação caluniosa por parte do ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro.

Na semana passada, a delegada Christiane Correa Machado, chefe do serviço de Inquéritos da Diretoria de Investigação e Combate ao Crime Organizado, pediu mais 30 dias para concluir a investigação criminal. Diante do pedido, o ministro Celso de Mello, relator do inquérito, pediu a manifestação da Procuradoria-Geral da República antes de autorizar o prosseguimento das investigações.

Leia também:
Gleisi compara FHC a Lobão e diz que Lula precisa ser entendido
Deputado recebe nudes de Vampeta ao pedir que seguidores denunciem antifascistas


Desde que Moro foi exonerado do Ministério da Justiça, o presidente nega que tenha pedido para o então ministro interferir em investigações da Polícia Federal.

Veja também

Em nova rusga com vice, Bolsonaro diz que Mourão 'por vezes atrapalha um pouco a gente'
Governo Federal

Em nova rusga com vice, Bolsonaro diz que Mourão 'por vezes atrapalha um pouco a gente'

Planalto já considera voto impresso inviável em comissão e difícil em plenário
Eleições

Planalto já considera voto impresso inviável em comissão e difícil em plenário