A-A+

Podemos confirma expulsão de Marco Feliciano

Na campanha eleitoral do ano passado, Feliciano apoiou a candidatura de Jair Bolsonaro em detrimento do candidato do Podemos, o senador Álvaro Dias (PR)

Deputado Marco FelicianoDeputado Marco Feliciano - Foto: Reprodução/Internet

A executiva nacional do Podemos se reuniu nesta segunda-feira (6), em São Paulo, e sacramentou a expulsão de Marco Feliciano (SP) por infidelidade partidária. A conclusão é que o deputado federal agiu contra as diretrizes do partido.

Na campanha eleitoral do ano passado, Feliciano apoiou a candidatura presidencial de Jair Bolsonaro em detrimento do candidato do Podemos, o senador Álvaro Dias (PR). Mesmo após a eleição, seguiu em desacordo com a sigla.

Leia também:
Feliciano elogia Olavo, ataca militares do governo e diz não ser mais idiota político
STF nega foro especial a Marco Feliciano em caso contra Caetano Veloso 

A expulsão, concluída agora, já havia sido decidida pela executiva estadual do Podemos, em dezembro.Segundo dirigentes do partido , não cabe recurso. Como a saída de Marco Feliciano se dá por expulsão, ele não perderá o cargo de deputado federal.

Em nota sobre a decisão da executiva, o deputado afirmou que sua saída se deve ao apoio à campanha de Jair Bolsonaro.

Disse também que integrantes do Podemos tentaram evitar que ele deixasse o partido, mas não havia mais clima para ficar dado o desgaste com o vereador Covas Neto (presidente estadual da sigla) e com o senador Álvaro Dias.

Feliciano acusa os dois de "só pensarem em seus projetos eleitoreiros, em detrimento do Brasil e de São Paulo".

Veja também

Centrão alivia pressão sobre Guedes após drible ao teto de gastos
CONGRESSO-CENTRÃO

Centrão alivia pressão sobre Guedes após drible ao teto de gastos

Rodrigo Pacheco é anunciado pelo PSD como candidato à Presidência
ELEIÇÕES 2022

Rodrigo Pacheco é anunciado pelo PSD como candidato à Presidência