Apelidados como “G-4”, os quatro ministros de Pernambuco tiveram mais um encontro, nesta segunda-feira (26), antes de seguirem para Brasília. Durante almoço no restaurante Leite, um dos mais tradicionais da Cidade, Bruno Araújo (PSDB), Fernando Bezerra Coelho Filho (PSB), Mendonça Filho (DEM) e Raul Jungmann (PPS) conversaram com a imprensa e trataram de diversos temas, desde as eleições municipais até a inclusão do Estado no Programa de Parcerias para Investimentos (PPI). Há cerca de duas semanas, o Governo Temer anunciou 34 projetos destinados à concessão da iniciativa privada. Pernambuco, entretanto, ficou de fora.

Bruno Araújo, ministro das Cidades, revelou que o ministro dos Transportes, Maurício Quintela, falou que os estudos estão em andamento. “Envolve a BR-101, o anel de Suape e a BR-232. E que chegam a ele indicativos prévios dos técnicos que apontam para uma viabilidade econômica. Precisa ser confirmados com a finalização dos estudos. O ato de conceder algo, de uma concessão, não é ato de vontade de um governante. Vou abrir uma concessão. Você tem que ter estudo, viabilidade econômica, encontrar no mercado quem tenha interesse. E do ponto de vista de viabilidade aponta para algo positivo”, revelou.

“Me disse o ministro Quintela que se isso acontecer, se isso se confirmar, há grandes chances dessa concessão estar incluída na segunda rodada. E pelo que eu entendi, no início, agora, dia 17 (de novembro)”, continuou.

assuntos

comece o dia bem informado: