Carol Brito e Marcelo Montanini
Às vésperas da eleição suplementar em Ipojuca, na Região Metropolitana do Recife, no próximo domingo, o governador Paulo Câmara (PSB) confirmou que não participará da campanha na cidade para apoiar o seu aliado e candidato ao Executivo local, Carlos Santana (PSDB). Segundo o gestor, faltou tempo diante dos compromissos administrativos para participar da disputa, mas garantiu que torce para o postulante apoiado pelo PSB. Na corrida, o tucano enfrenta a candidata Célia Sales (PTB), apoiada por um dos principais líderes da oposição, o senador Armando Monteiro Neto (PTB).
"Eu não tive tempo. As eleições passaram e ficou só esse caso de Ipojuca pendente", afirmou Paulo Câmara, após ato de lançamento do Anuário da Secretaria da Mulher, no Centro de Convenções, em Recife, ontem. Apesar de não comparecer à cidade, o gestor afirmou que espera que o pleito transcorra de forma tranquila no município. "A gente espera que seja um domingo de dermocracia. Pernambuco tem um histórico de eleições tranquilas, esperamos que ocorra tudo bem e que seja eleito o candidato ou candidata que Ipojuca entenda ser o melhor para os próximos quatro anos", avaliou.
Urnas
O Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) iniciou, ontem, a preparação das urnas eletrônicas para a eleição de Ipojuca, que ocorre no próximo domingo. O processo consiste na inserção dos dados da zona, município, seção, eleitores, candidatos, com respectivas fotos, partidos e coligações nas máquinas, que são testadas, lacradas, identificadas e auditadas. Ao final da atividade, as urnas permanecem armazenadas até serem transportadas aos locais de votação.

assuntos

comece o dia bem informado: