Encontro ocorreu nesta sexta-feira (31)
Encontro ocorreu nesta sexta-feira (31)Foto: Divulgação

O prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (PSB), viajou a Salvador, onde participou, nesta sexta-feira (31), de encontro de gestores de diversas cidades do País. Durante o seminário, o socialista manifestou sua preocupação com a dificuldade dos municípios para gerenciar as contas e pediu urgência para a aprovação de um novo pacto federativo, que possa redistribuir as receitas de forma mais igual entre cidades, Estados e União.

O gestor afirmou também que a má distribuição do orçamento nacional se torna ainda mais cruel para os municípios num momento de enfrentamento de crise. "Hoje, somos o elo mais frágil dessa rede. Somos o primo mais pobre, pois fica quase tudo com a União, o que sobra vai para os Estados e o resto do mingau é que vem para os municípios", criticou.

Além de Miguel Coelho, participaram os prefeitos de Salvador, Antônio Carlos Magalhães Neto (DEM), e de Caruaru, Raquel Lyra (PSDB), entre outros gestores.

Atualmente, 69% dos impostos arrecadados ficam com o governo federal, o restante é dividido entre os 27 Estados e mais de cinco mil cidades. "É preciso colocar essa pauta com urgência nas votações do Congresso. Ou se muda esse formato de distribuição ou será inviável administrar uma cidade ainda mais num momento tão difícil", afirmou Miguel Coelho. O evento é promovido pela Comunitas e tem por objetivo desenvolver troca de experiências entre líderes da gestão pública e da iniciativa privada.

assuntos

comece o dia bem informado: