Disputa pela Prefeitura de Ipojuca ocorre no dia 2 de abril
Disputa pela Prefeitura de Ipojuca ocorre no dia 2 de abrilFoto: Ed Machado/Arquivo Folha

Diante do clima acirrado na disputa no município, o Ministério Público de Pernambuco recomendou que candidatos e coligações que disputam a eleição suplementar para prefeito de Ipojuca, que ocorre no domingo (2) não realizem manifestações públicas como cortejos de veículos, motos e bicicletas, bem como qualquer outra forma de aglomeração pública após o encerramento da votação.

A recomendação foi expedida pelo promotor de Justiça da 16ª Zona Eleitoral, Eduardo Leal, e foi adotada em caráter preventivo, a fim de evitar desavenças entre os simpatizantes dos grupos políticos que disputam a eleição devido ao reduzido efetivo policial na cidade. Estão na disputa pelo comando de Ipojuca Célia Sales (PTB) e o ex-prefeito Carlos Santana (PSDB).

O promotor de Justiça Eleitoral recomendou, ainda, que reuniões e eventos públicos para a comemoração dos eleitos somente poderão ser realizados a partir do dia 5 de abril.

Nesse caso, os responsáveis precisam informar o local das reuniões ao Cartório Eleitoral e à Polícia Militar com 24 horas de antecedência, sob pena de responsabilização civil, criminal e administrativa.

assuntos

comece o dia bem informado: