Antonio Carlos de Almeida Castro, o Kakay
Antonio Carlos de Almeida Castro, o KakayFoto: Divulgação

Entre os dias 2 e 4 de maio, nomes de peso da advocacia criminal e do Direito Penal no País participam do 2º Seminário Direito Penal e Processo Penal em Tempos de Lava Jato, no Recife. As palestras devem reunir profissionais e estudantes de Direito e são uma promoção da União dos Advogados Criminalistas (Unacrim). O seminário tem o apoio do Instituto Brasileiro de Ciências Criminais (IBCCRIM), do Instituto de Defesa do Direito de Defesa (IDDD) e da ESA-PE (Escola Superior de Advocacia de Pernambuco, da OAB-PE).

Nomes que defendem acusados na Lava Jato, Kakay, Alberto Toron e Nabor Bulhões são alguns dos advogados criminalistas que falarão sobre questões críticas surgidas no curso e em decorrência da operação. Aina participam do seminário o jurista Geraldo Prado e os criminalistas Ademar Rigueira, Fábio Tofic, Yuri Félix, Talita Caribé e Alexandre Wunderlich.

Para o presidente da Unacrim, o advogado Carlos Barros, "a Lava Jato continua gerando muitas controvérsias no quesito legalidade e desencadeando uma onde de distorções de institutos jurídicos importantes que existem para proteger os cidadãos de arbítrios e injustiças praticados pelo estado, daí ser relevante e oportuno o debate acerca desses aspectos críticos".

Perfis
Antonio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, é um advogado criminalista conhecido por atuar em grandes causas. Defende mais de dez investigados na Lava Jato. Nabor Bulhões integra a defesa do empresário Marcelo Odebrecht, preso desde 19 de junho de 2015, quando foi deflagrada a Operação Erga Omnes, 14ª fase da Lava Jato. Alberto Toron também está no centro dos acontecimentos da operação.

O seminário ocorrerá no RioMar Trade Center, das 18h às 22h.

assuntos

comece o dia bem informado: