O advogado e escritor Antônio Campos
O advogado e escritor Antônio CamposFoto: Paullo Allmeida/Arquivo Folha de Pernambuco

O juiz da 12ª Vara Criminal da Capital, Alfredo Hermes Barbosa de Aguiar Neto, decidiu reabrir o inquérito que investiga as ameaças de denunciadas pelo advogado e escritor Antônio Campos (sem partido) e a tentativa de acesso ao e-mail pessoal da ministra do Tribunal de Contas da União (TCU) Ana Arraes. As investigações estão a cargo da Delegacia de Polícia Civil da 6ª Circunscrição Policial - Cordeiro.

"Diante da necessidade de maiores esclarecimentos sobre os fatos até então apurados, determino a reabertura do presente inquérito para que sejam realizadas novas investigações e diligências consideradas imprescindíveis principalmente em relação à vinculação da ministra do TCU e mãe do noticiante, sra. Ana Lúcia Arraes de Alencar, bem como quanto à apuração do crime de ameaça de morte ao noticiante", escreveu o magistrado na sentença.

O irmão do ex-governador Eduardo Campos, por sua vez, afirmou que a decisão demonstra a necessidade de maiores investigações. “A decisão responsável e técnica de dr. Alfredo Hermes demonstra a necessidade de maiores investigações, que não foram aprofundadas na Delegacia Distrital. Venho pedindo também que a Polícia Federal avoque o caso”, disse o advogado.

No início do ano, Antônio Campos alegou ser vítima de ameaça de morte. Em outro momento, a ministra Ana Arraes solicitou ao presidente do TCU, Raimundo Carreiro, a investigação de uma tentativa de invasão a sua conta do Gmail.

assuntos

comece o dia bem informado: