O juiz Leonardo Asfora, da 12ª Zona Eleitoral, em Paulista, determinou a perda dos diplomas e cassação dos mandatos do prefeito e vice-prefeito de Ipojuca, Júnior Matuto (PSB) e Jorge Carreiro (PCdoB), respectivamente, por abuso de poder econômico. O magistrado ainda declarou os dois inelegíveis pelo prazo de oito anos.

Na sentença, o juiz considerou que houve "provas suficientes, atestando irregularidades e omissões graves na prestação de contas das eleições 2016, tais como utilização de verba não contabilizada, de forma sistemática, e em valores considerados, doação empresarial indireta em valores expressivos, doações realizadas com indícios de ausência de capacidade econômica e outras por servidores diretamente ligados ao ente municipal, e ainda realização de despesas sem vinculação específica, restando caracterizado o abuso de poder econômico".

A AIME - Ação de Impugnação de Mandato Eletivo foi movida por Severino Ramos (PTB), que disputou a Prefeitura de Paulista em 2016. Esta é a segunda decisão do mesmo juiz que determina a perda do mandato do prefeito e do vice-prefeito em junho.

A Secretaria de Imprensa de Paulista foi procurada pela reportagem e afirmou que o prefeito Junior Matuto não vai se posicionar sobre o tema, e que o gestor segue com sua agenda administrativa normalmente.

assuntos

comece o dia bem informado: