Vereadora Michele Collins (PP)
Vereadora Michele Collins (PP)Foto: Divulgação

A polêmica envolvendo a vereadora do Recife Michele Collins (PP) e declarações consideradas ofensivas contra Iemanjá ganhou um novo capítulo. O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) decidiu instaurar um inquérito civil, "tendo por objeto a apuração dos fatos e circunstâncias e conforme o caso, a adoção das demais medidas legais cabíveis, em virtude da possível violação do Direito Humano à Liberdade Religiosa das diversas comunidades de terreiro, perpetrada pela missionária Michele Collins, no evento intitulado 'Seminário de Intercessão em Recife'".

Leia também:
Terreiro Axé Talabi repudia publicação de Michele Collins sobre Iemanjá
Michele Collins pede desculpas após ato contra Iemanjá
Advogados entram com representação contra Michele Collins na Câmara

A portaria nº 001/2018 foi publicada no Diário Oficial no último sábado (10). O texto é assinado pelo 7º promotor de Justiça de Defesa da Cidadania, Promoção e Defesa dos Direitos Humanos Westey Conde. O promotor determina que a vereadora seja notificada a comparecer a fim de prestar esclarecimentos, além de notificar representantes da Igreja Família 61, a comunidade do Terreiro Ilé Àse Òrìsànlá Tàlábí, representações de comunidades de terreiro em Pernambuco, entre outros.

Portaria foi publicada no Diário Oficial do último sábado

Portaria foi publicada no Diário Oficial do último sábado - Crédito: Reprodução/Diário Oficial



No início do mês, a vereadora comemorou a realização de uma "noite de intercessão no Recife", na Orla de Boa Viagem, que contou com orações "clamando e quebrando toda maldição de Iemanjá". A publicação foi feita nas redes sociais e apagadas em seguida. A comunidade do Terreiro Axé Talabi emitiu uma nota de repúdio, afirmando que a parlamentar utilizou sua página na rede social para propagar ódio.


Também foi protocolado, por dois advogados, na Comissão de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara Municipal, uma representação a respeito da mesma publicação.

comece o dia bem informado: