Paulo Rabello de Castro
Paulo Rabello de CastroFoto: Henrique Genecy/Folha de Pernambuco

De passagem pelo Recife, o economista e pré-candidato a presidente, Paulo Rabello de Castro (PSC), comentou sobre a ascensão do ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa (PSB), evidenciada na última pesquisa Datafolha. Na sua visão, o socialista enfrenta uma situação “lastimável”, ao ter que “convencer um partido que não sabe se quer ele ou não”.

Rabello, que foi presidente do IBGE, afirmou que, diferentemente de Barbosa, possui a confiança do seu partido para disputar a presidência. “O PSC não tem dúvida nenhuma sobre minha candidatura. Diferentemente de outros partidos que ficam de ‘nhém nhém nhém’, que não sabe se apoia. Eu jamais ficaria junto de um time que não sabe se vai ou se fica”, alfinetou.

Leia também
Barbosa comemora resultado em pesquisa mas nega candidatura
Datafolha: Lula aparece na frente, seguido por Bolsonaro e Marina Silva
[Podcast] Ascensão de Joaquim Barbosa muda correlação de forças em PE
[Opinião] Planos de Joaquim Barbosa animam oposição em PE


Segundo o pré-candidato, “Joaquim Barbosa não é outsider”. “Ele é de dentro do ‘establishment’, de dentro do governo. Era do poder judiciário. Quem é de fora mesmo sou eu, pontuou.

Para ele, sua candidatura é “mais equipada do que a do ministro aposentado”. “Não estou aposentado e retornando à vida profissional. Estou cheio de gás para fazer esse país vibrar de novo. É diferente de uma coisa mais ou menos. Me desculpe, o ministro está nas páginas e eu o respeito muito pelo episódio do mensalão. Mas eu tenho meu episódio ‘censo agro’ e retomada dos investimentos do BNDES, que é tão bom quanto, mas é menos conhecido. Eu ainda não apareci na mídia, por enquanto”, disse.

Confira a íntegra da entrevista no Podcast Folhape:

comece o dia bem informado: