Prefeito convocou equipe para monitorar a crise
Prefeito convocou equipe para monitorar a criseFoto: Andréa Rêgo Barros/PCR

Na esteira da crise dos combustíveis, o prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB), segue a linha do aliado, governador Paulo Câmara (PSB), e mira no Governo Federal. O gestor disse, nesta sexta-feira (25), que está junto ao Governo de Pernambuco, monitorando áreas sensíveis para manter o funcionamento, não sem alfinetar o presidente Michel Temer (MDB), que não consegue resolver o impasse.

Segundo Geraldo Julio, desde a última quinta-feira (24) que está acompanhando a situação de unidades saúde, policlínicas, maternidades, Hospital da Mulher, Compaz, creches, escolas e coleta de lixo. “Várias ações de diversas Secretarias e a gente está monitorando tudo. Neste momento em que o Governo Federal não consegue resolver o impasse lá em Brasília, o que cabe a nós, na Prefeitura do Recife, é atender as demandas da população”, afirmou.

Na última quarta-feira (23), o Palácio do Campo das Princesas disse que a solução para esse impasse, que está levando todo o Brasil ao colapso, está nas mãos do Governo Federal, isentando-se. “Estados e municípios são hoje responsáveis pela maior parte dos recursos destinados às áreas de Saúde, Educação e Segurança Pública. Não é razoável que o Governo Federal pretenda que estados e municípios financiem a solução de um problema que foi criado por ele”, afirmou a nota.

assuntos

comece o dia bem informado: