André Ferreira
André FerreiraFoto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco

Após oficializar seu ingresso no bloco de oposição no estado, o deputado André Ferreira (PSC) garantiu que está disposto a “jogar em qualquer posição”, dentro do grupo. E, caso não tenha a indicação para uma vaga ao Senado, disputará a eleição parta deputado federal. Segundo ele, esta possibilidade sempre foi cogitada dentro do núcleo familiar.

Em entrevista ao Blog da Folha, nesta terça (26), André revelou que o plano de disputar a Câmara Federal sempre foi cogitado, independente de sua cobiça por uma vaga no Senado. “Estamos muito tranquilos e esse foi nosso primeiro plano desde o início, que seria buscar uma vaga na Câmara Federal. E estamos vindo aqui para jogar em qualquer posição que for convocado”, colocou.

Leia também
Armando saúda os Ferreira, mas não garante espaço na majoritária
Em ato político, Grupo Ferreira oficializa ingresso na Frente das Oposições
'Não tenho medo de máquina', afirma Anderson Ferreira
André Ferreira: Não venho aqui para impor posição para jogar


Ao se referir à sua entrada no bloco oposicionista, disse que a decisão partiu de sua própria descrença na gestão do governador Paulo Câmara (PSB). “Este governo não tem mais capacidade de governar. Estamos nesse grupo não para impor posições, mas sim por acreditar que é o melhor para Pernambuco (...) A gente está conversando. Chegamos hoje. Vamos construir isso dentro da frente. Saímos do governo por não acreditar mais naquele projeto. Política não se faz com imposição e sim com diálogo e isso falta no governo”, argumentou.

Tamanho do grupo
Seu irmão, o prefeito de Jaboatão dos Guararapes, Anderson Ferreira (PR), adotou um tom ainda mais contundente o governo socialista. “Todas as promessas que foram feitas para construção desse palanque não foram cumpridas. É um governo com um tom arrogante. Fiz questão de entregar os espaços, ao contrário de outros que buscam ampliar os espaços através da barganha. Em nenhum momento teve definição de chapa para senador. Como alegam isso? É um governo que mente e não sabe reconhecer o tamanho que tem nosso grupo”, pontuou.

Ouça a íntegra das entrevistas no Podcast Folhape:

comece o dia bem informado: