Pedetista quer atrair ala pernambucana socialista, que tem interesse em compor com o PT
Pedetista quer atrair ala pernambucana socialista, que tem interesse em compor com o PTFoto: Roberto Pereira/SEI

Vislumbrando o apoio do PSB, ex-governador do Ceará, Ciro Gomes (PDT), desembarcou, nesta terça-feira (26), no Recife, para estreitar ainda mais as relações com a ala pernambucana do partido, que possui peso internamente e costura uma aliança com o PT. O pedetista se reuniu com o governador Paulo Câmara, vice-presidente nacional do PSB, e com o prefeito do Recife, Geraldo Julio, secretário-geral do PSB, no Palácio do Campo das Princesas, e, depois, com a ex-primeira-dama Renata Campos, viúva do ex-governador Eduardo Campos, morto em 2014. Após o encontro no Palácio, Ciro Gomes e Paulo Câmara trocaram afagos.

Após dizer que a aliança estava amadurecendo, o presidenciável enalteceu a gestão do PSB em Pernambuco. “Somos do mesmo campo e temos uma longuíssima tradição de caminhar juntos. Eu quero que a garantia desse projeto que começa com Eduardo Campos e que é brilhantemente aprofundado e melhorado pelo nosso governador (Paulo Câmara) tenha continuidade”, disse Gomes. “A dinâmica do PSB é brilhante”, acrescentou ele, renovando o apelo por aliança.

O socialista afirmou que Ciro Gomes se encaixa no perfil que o PSB acha adequado para o Brasil e destacou que ele possui um “projeto bom, importante, estrutural que pode fazer bem ao Brasil”. Apesar de mencionar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Câmara sinalizou que o petista pode não ser a melhor opção. “Evidente que alianças nacional envolve reciprocidade também. Então, vamos aguardar o que vai acontecer nos próximos dias. A gente sabe o papel de Lula nesse processo e tudo o que está ocorrendo com ele. O pernambucano tem muito respeito pelo presidente Lula, mas a gente também tem que olhar o futuro, para as opções e tem que trabalhar com o que a gente entender o que é o melhor para o Brasil”, declarou.
Participaram da conversa o presidente estadual do PDT, deputado federal Wolney Queiroz, o presidente do PDT Recife, Fábio Fiorezano, o secretário estadual de Agricultura e Reforma Agrária, Wellington Batista (PDT), e o ex-prefeito de Caruaru, José Queiroz (PDT). O mesmo grupo, com o presidente estadual do PSB, Sileno Guedes, visitou Renata Campos, no bairro de Dois Irmãos, e, depois, o presidenciável se reuniu com um grupo de ativistas de diversos segmentos, no bairro da Jaqueira.

Ciro Gomes desembarcou, no Recife, com a finalidade de conseguir atrair o apoio do PSB, a partir da ala pernambucana, que ainda possui algum peso no partido, porém tem interesse numa aliança com o PT por questões locais. O pedetista, então, acredita que ter a simpatia deste grupo aumentaria as chances do partido marchar com ele na disputa eleitoral. PSB deve se reunir no início de julho para começar a debater cenários e alianças. Nos bastidores, após as últimas movimentações regionais dos três partidos - PSB, PDT e PT - comenta-se que o PSB estaria mais próximo de fechar uma aliança com o PDT do que com o PT. Numa consulta informal do presidente do PSB, Carlos Siqueira, a presidentes estaduais da legenda, anteontem, a inclinação da sigla por um apoio a Ciro Gomes ou a liberação dos diretórios ficou latente.

assuntos

comece o dia bem informado: