Eriberto Medeiros (PP) fez balanço da 18 ª Legislatura da Alepe
Eriberto Medeiros (PP) fez balanço da 18 ª Legislatura da AlepeFoto: Jarbas Araújo/Alepe

O bloco PP e PR oficializou, nessa segunda-feira (30), a candidatura única do deputado estadual Eriberto Medeiros (PP) à Presidência da Assembleia Legislativa de Pernambuco, e, numa costura, entre governistas e oposicionistas, o deputado estadual Álvaro Porto (PTB), da oposição, herdará a cadeira de quarto-secretário da Mesa Diretora, que pertencia a Medeiros. Como na última eleição, o deputado Edilson Silva (PSOL) vai lançar candidatura avulsa contra Medeiros. Com o retorno das atividades legislativas marcadas para a próxima quarta-feira, às 10h, a eleição para o mandato tampão - até janeiro de 2019 - será realizada no mesmo dia, às 15h.

O presidente em exercício da Alepe, Cleiton Collins (PP), não disputará o mandato. Ao contrário do que desejava, Collins não foi ungido ao comando da Casa e, nos bastidores, comenta-se que não aceitou entrar na disputa interna. Ele sofria resistência da maioria dos parlamentares de governo e oposição, que alçaram Medeiros como alternativa. Como justificativa para a desistência, Collins disse que queria se dedicar a prestação de contas do seu mandato.

Com o intuito de apaziguar, Medeiros agradeceu a Collins e ao presidente estadual do PP, Eduardo da Fonte, que tinha preferência por Collins, e destacou o “sentimento de respeito à proporcionalidade” partidária na Casa.

O psolista, que já avisou a bancada da oposição que colocará o seu nome na disputa, disse que não se sente a vontade para dar o consenso a Medeiros. “Temos debatido nos últimos três anos e meio essa postura hegemônica. E a candidatura de Eriberto, com quem tenho boa relação, não representa o fortalecimento do Poder Legislativo”, afirmou Silva.

assuntos

comece o dia bem informado: