Deputado Federal Sílvio Costa Filho no Folha Política
Deputado Federal Sílvio Costa Filho no Folha PolíticaFoto: Alfeu Tavares

Em entrevista à Rádio Folha, nesta quarta-feira (26), o deputado federal Silvio Costa Filho (PRB) fez um apelo aos governadores do Nordeste pelo apoio à aprovação da refroma da previdência, que continua em discussão na Comissão Especial da Câmara e deve começar a ser votada no colegiado nesta quinta (27). "É muito importante que os governadores do Nordeste possam pensar muito mais nas próximas gerações do que nas próximas eleições", sugeriu o parlamentar.

Segundo o deputado, os pontos de divergência já foram tirados do relatório, a exemplo da redução do BPC e da aposentadoria Rural, da capitalização, da desconstitucionalização, da idade mínima para professores, entre outros. "Tudo que eles solicitaram saiu. Então não tem porque eles votarem contra, principalmente com a situação dos Estados de défict fiscal", recomendou Silvio, que pediu empenho dos gestores junto a suas bases parlamentares.

Silvio Costa disse que tem conversado com os partidos da oposição como o PDT e o PSB para chegar a um entendimento de, ao menos, liberar as bancadas para votar. Ele citou a importância das emendas parlamentares nesse processo de articulação e criticou parte da imprensa por dar a ideia de que esses recursos iriam para o bolso do deputadoe não para melhorias nos municípios.

Sobre a discussão na Comissão Especial, o deputado relatou que foi mais tranquila do que a etapa anterior da tramitação. "A gente procurou, ao longo desses dois meses e meio, fazer um trabalho muito profícuo no andamento da Comissão. Diferente da Comissão de Constituição e Justiça, que teve muito tensionamento, a discussão sobre o mérito, na Comissão Especial ocorreu muito tranquila", disse.

Segundo Silvio, foram realizadas mais de 11 audiências públicas, com a sociedade civil organizada, sindicatos, entidades e associações e 120 parlamentares fizeram uso da palavra nos últimos 8 dias. A expectativa é que as falas dos parlamentares sejam encerradas nesta quarta-feira (26) para seguir o relatório para votação ser concluída até a próxima segunda-feira (1º). O parlamentar acredita que a votação possa ir a plenário já no dia 3 de julho e que a aprovação já conta com 70% de votos favoráveis.

"O Congresso Nacional já pacificou a necessidade da Previdência. Independente do presidente Bolsonaro, o parlamento quer avançar nas pautas que o Brasil precisa", disse o deputado, citando a reforma Tributáira, o novo Pacto Federativo e a geração de empregos.

Confira a entrevista completa:

assuntos

comece o dia bem informado: