General Hamilton Mourão e Bolsonaro na Câmara dos Deputados
General Hamilton Mourão e Bolsonaro na Câmara dos DeputadosFoto: Evaristo Sá/AFP

A mesma Casa que está prestes a conceder o título de cidadão recifense ao presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) já acatou algumas moções de repúdio contra ele, em razão de suas declarações enquanto parlamentar. De 2005 até 2014, foram aprovados em plenário quatro requerimentos, dois da vereadora Isabella de Roldão (PDT), um da vereadora Marília Arraes (PT) e outro da então vereadora Luciana Azevedo (PT). 

Os projetos de decretos legislativos (PDLs) 35/2018 e 34/2018, referente a cessão de título de cidadão recifense a Bolsonaro e a seu vice, General Hamilton Mourão (PRTB), estão tramitando na Casa José Mariano e devem ir à votação no plenário. O título a Mourão pode ser votado na próxima semana – de acordo com memorando interno aos vereadores. Já a homenagemao presidente eleito foi distribuída nesta quarta (28) para as comissões de Legislação e Justiça e de Educação, Cultura, Turismo e Esportes da Casa. Para serem aprovados em plenário são necessários os votos de 24 dos 39 vereadores.

O líder da Oposição, Rinaldo Júnior (PRB) antecipou qual será seu voto e criticou a indicação. "Bolsonaro talvez nem saiba onde é o Recife, só veio aqui pra fazer campanha. Eu vou votar não, não contra Bolsonaro, mas porque ele não tem nenhum serviço prestado ao Recife. Se um dia ele tiver, com certeza eu mudarei meu voto, mas hoje, meu voto é não", revelou. Contudo, Rinaldo destacou que repeitará a decisão democrática da maioria dos vereadores.

Leia também:
Câmara do Recife pode dar título de cidadão recifense a Mourão e Bolsonaro
Bolsonaro parabeniza Lava Jato por prisão de Pezão
Comissão aprova Lei que proíbe corte de energia e água em fins de semana
Danilo Cabral propõe serviços médicos para pagar Fies

Já o vice-líder da oposição, Ivan Moraes (PSol), disse não acreditar que a indicação do título seja rejeitada, mas também questionou a relevância de Bolsonaro para a cidade."Nessa legislatura nunca foi reprovada nenhuma indicação. Mas vou fazer campanha para que a gente não passe essa vergonha", disse. "Por mais que tenha sido eleito presidente do Brasil, não justifica. Não é retaliação pessoal nem birra de perdedor, mas a gente não pode banalizar um titulo de cidadão recifense. São duas pessoas que não têm nenhum feito nem relação com o Recife e não representam aquilo que a gente quer para a cidade", criticou Ivan.

Cidadão recifense - A proposta de homenagem a Mourão partiu do primeiro secretário da Mesa, vereador Marco Aurélio Medeiros (PRTB), mesmo partido do vice-presidente eleito. Já a proposta ao presidente eleito foi feita pela Mesa Diretora. Nas justificativas das propostas não constam quaisquer feitos ou ligações deles com a capital pernambucana, limitando-se apenas as apresentações das biografias dos potenciais homenageados.

A reportagem tentou contato com Eduardo Marques e com Marco Aurélio Medeiros, sem sucesso.

De 2005 a 2014 foram quatro moções de repúdio aprovadas em plenário

De 2005 a 2014 foram quatro moções de repúdio aprovadas na Câmara do Recife

comece o dia bem informado: