Líder do PSB na Câmara Federal, Tadeu Alencar.
Líder do PSB na Câmara Federal, Tadeu Alencar.Foto: Divulgação

Durante audiência com o ministro da Educação, Abraham Weintraub, convocada pela Câmara Federal, nesta quarta-feira (15), Tadeu Alencar, líder do PSB na Casa, se posicionou em relação às medidas de contigenciamento anunciada pelo MEC para as Universidades e Institutos Federais, tecendo duras críticas ao governo Bolsonaro.

"As suas medidas são atacar as universidades, os Institutos Federais, o Ensino Básico e o Ensino Fundamenta e pregar uma cruzada contra as ciências humanas e as ciências sociais. Isso é uma aberração e um obscurantismo", afirmou Tadeu, que considerou insuficiente a apresentação do ministro. "Vossa excelência aqui que fez uma apresentação absolutamente inaceitável, trazendo informações primárias. Não é razoável.

Leia também:
'Está errando na comunicação', diz Silvio Costa Filho sobre decisões do governo
[Ao vivo] Weintraub fala sobre bloqueio de recursos para as universidades

"Nós assistimos aqui o reconhecemento público da inépcia do ex-Ministro do MEC e sua demissão fala por si. O Brasil inteiro esperava que a chegada de vossa excelência trouxesse mudanças", disse. "Nós esperávamos que vossa excelência tivesse respeito por esse parlamento, nao viesse aqui atacar a inteligência dos deputados. Quero ver vossa excelencia andar nas ruas, nas universidades brasileiras para ver que essas medidas serão a bancarrota desse governo", previu Alencar.

comece o dia bem informado: