A prefeita Nadegi Queiroz (SD) também entregou ao presidente da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitacional (CPRH), Djalma Paes uma solicitação de apoio técnico
A prefeita Nadegi Queiroz (SD) também entregou ao presidente da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitacional (CPRH), Djalma Paes uma solicitação de apoio técnicoFoto: Divulgação

A prefeita do município de Camaragibe, Doutora Nadegi Queiroz, entregou nas mãos do presidente da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitacional (CPRH), Djalma Paes, o plano de trabalho elaborado pela gestão municipal para o fechamento do lixão da cidade. Camaragibe ainda é o único município de Pernambuco que possui um lixão a céu aberto e, por esse motivo, a gestão municipal tem corrido contra o tempo para regularizar essa situação.

Um dos motivos que levam ao fechamento do lixão é que o mesmo se localiza no território que compõe a Área de Proteção Ambiental (APA) Aldeia-Beberibe. Essa região é de extrema importância para a conservação da biodiversidade por abranger o maior remanescente de Mata Atlântica ao norte do Rio São Francisco, o que agrava ainda mais a urgência em fechar o local.

Alguns dos itens do plano de trabalho já estão em andamento com as equipes técnicas de cada pasta responsável, como parcerias com a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) para atualizações e validações de projetos, busca por edificação que possa abrigar a nova associação de catadores, bem como o próprio reestabelecimento do diálogo com os mesmos.

Junto ao plano, também foi entregue ao presidente Djalma a solicitação de apoio técnico para a efetivação de projetos para a solução de destinação dos resíduos sólidos em Camaragibe, considerando principalmente o Plano Estadual de Resíduos Sólidos (PE).

“Não podemos tirar esse assunto da pauta enquanto não for resolvido. Por isso, elaboramos um plano concreto de trabalho para arregaçar ainda mais as mangas e dar continuidade com celeridade aos serviços de encerramento do lixão. Aos nossos catadores que o têm como meio de sobrevivência, peço paciência e reforço que não os deixaremos desamparados e daremos todo suporte para melhorar as suas condições de trabalho”, destacou Doutora Nadegi.

comece o dia bem informado: