Danilo Cabral (PSB) alertou para o risco de rompimento da barragem de Jucazinho e solicitou visita técnica
Danilo Cabral (PSB) alertou para o risco de rompimento da barragem de Jucazinho e solicitou visita técnicaFoto: Sérgio Francês / Divulgação

A necessidade de acompanhamento da barragem de Jucazinho, localizada em Surubim, no Agreste pernambucano foi uma prioridade levantada pelo deputado federal Danilo Cabral (PSB-PE) durante a reunião da Comissão Externa Desastre de Brumadinho, instalada no Congresso Nacional. O parlamentar afirmou que a lei 12.334/10, que estabelece a Política Nacional de Segurança de Barragens, também disciplina os reservatórios de acúmulo e abastecimento d’água. Por isso, a Comissão Externa deve acompanhar incluir em seu Plano de Trabalho a análise da situação das barragens de abastecimentos de água.

“O que aconteceu em Minas Gerais lançou uma luz vermelha sobre a situação de todas as barragens do país, inclusive as de abastecimento de água”, reiterou Danilo Cabral. Ele lembra que há relatórios de órgãos competentes tratando sobre os riscos das barragens. O Brasil tem 24 mil reservatórios identificados pela Agência Nacional de Águas (ANA) para diferentes finalidades e 45 têm risco de rompimento. Os dados estão publicados no Relatório de Segurança de Barragens, lançado em novembro do ano passado, com dados de 2017.

Leia também:
[Giro de Notícias] Veja as principais notícias desta quarta
Parlamentares pernambucanos discutem a pauta municipalista
Pernambuco tem 1.548 obras paralisadas, aponta TCE


Entre essas barragens, está a de Jucazinho, que apresenta risco iminente de rompimento, caso acumule água. Hoje, o reservatório opera com 3% de sua capacidade. Há dois anos, o governo federal deveria ter realizado uma obra de recuperação do vertedouro da barragem, mas o serviço está atrasado. Na semana passada, o DNOCS, responsável por Jucazinho informou que autorizou novamente a realização do reparo.

“Jucazinho abastece 15 municípios pernambucanos, é necessário acompanhar o processo para evitar qualquer outro crime, como o de Brumadinho”, afirmou o deputado.

Na próxima segunda-feira (18), o Ministério Público Federal vai realizar uma audiência pública para tratar sobre o andamento das obras de recuperação e adequação das barragens. O procurador Luiz Antônio Miranda será o responsável e também irá pautar sobre a capacidade do reservatório.

assuntos

comece o dia bem informado: