Equipes do Porto de Suape e da Secretaria de Infraestrutura se articulam para que categoria tenha suporte necessário
Equipes do Porto de Suape e da Secretaria de Infraestrutura se articulam para que categoria tenha suporte necessárioFoto: Rafael Medeiros/ Porto de Suape

Tão importante quanto os serviços dos trabalhadores portuários para o abastecimento da população é o dos caminhoneiros, que vêm recebendo toda a atenção do Comitê Especial de Abastecimento criado pelo Governo do Estado. Além de articulação local para que restaurantes se mantenham em funcionamento para entrega de quentinhas, evitando aglomerações, equipes do Complexo Industrial Portuário de Suape e da Secretaria de Infraestrutura – que integram o comitê - estão mantendo contato com proprietários de oficinas, borracharias, lojas de peças e serviços, para que a categoria tenha todo o suporte necessário durante as viagens. Um telefone exclusivo para que eles relatem qualquer dificuldade do tipo no Estado também deve ser disponibilizado no final desta semana.

“Inúmeras mercadorias e insumos que chegam pelos portos ou mesmo são produzidas no Complexo de Suape necessitam do trabalho dos caminhoneiros para serem escoadas para abastecer supermercados, farmácias, hospitais, postos de combustíveis e assim chegar à casa da população. Para isso, é preciso que eles tenham onde se alimentar e cuidar de possíveis problemas nos caminhões. Mas, embora a abertura de estabelecimentos que prestam esses serviços esteja prevista em decreto estadual, muitos fecharam as portas. Nós estamos fazendo o possível para que os serviços sejam mantidos e nada falte aos caminhoneiros”, observa o presidente do Complexo de Suape, Leonardo Cerquinho.

No Complexo, Suape disponibilizou álcool gel para o Sindicato dos Transportadores Autônomos de Cargas do Estado de Pernambuco (Sintracape), suspendeu a biometria temporariamente e vem fazendo orientações no acesso ao porto. “Desde antes dessa crise a diretoria de Suape já se mostrava muito atenta às condições dos caminhoneiros. Após a pandemia, a colaboração só aumenta. Ligo e sou prontamente atendido, na medida do possível. Vejo os esforços de Suape para minimizar os problemas e nossa categoria trabalhando para que não falte nada à sociedade, estamos numa batalha única e aprendendo com essa situação. Espero que após a saída dessa crise a gente esteja ainda mais unido e trabalhando em conjunto para o bem da sociedade e dos caminhoneiros autônomos”, afirma o presidente do sindicato, Wilton Nery.

Uma média de 1.500 caminhoneiros circulam por Suape diariamente para fazer o transporte de mercadorias que chegam pelo porto ou que serão exportadas. Levantamento da Concessionária Rota do Atlântico, responsável pela administração da rodovia de acesso ao ancoradouro, comparou o período 12 a 18 de março com o período de 19 a 25 de março e constatou uma pequena queda de 8% na circulação de caminhões, enquanto a redução dos veículos de passeio foi de 38%.

“O relatório demonstra que as medidas de estímulo ao isolamento social têm surtido efeito, ao revelar uma queda bastante acentuada no trânsito de veículos de passeio. A queda pequena no tráfego de caminhões revela que os caminhoneiros continuam comprometidos com o transporte de itens essenciais para o abastecimento da sociedade”, destaca o presidente da CRA, Elias Lages.

Sensibilizadas com a causa, a CRA E Concessionária Rota dos Coqueiro iniciaram, na semana passada, um trabalho de orientação aos caminhoneiros que será realizado toda quarta-feira. Trata-se de um pit-stop individual, onde técnicos de saúde repassam informações sobre formas de contágio, prevenção e sintomas do Covid-19 e entregam álcool gel, além de kits de alimentação com biscoitos, água e sucos. A ação conta com apoio da Safety Med. A CRA também se articulou com o Restaurante Select do Posto Shell, próximo ao pedágio, que está vendendo quentinhas por R$12,00 para atender aos caminhoneiros.

COMITÊ

O grupo de trabalho do Comitê de Abastecimento está sob comando da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, juntamente com as secretarias de Planejamento e Gestão, de Desenvolvimento Agrário, de Infraestrurura e de Trabalho, Emprego e Qualificação. Entre os membros também estão a Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco (Fiepe), a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (Fecomércio-PE), a Associação Pernambucana de Atacadistas e Distribuidores (Aspa), a Associação Pernambucana de Supermercados (Apes) e a Câmara de Dirigentes Lojistas do Recife (CDL-Recife).

assuntos

comece o dia bem informado: