#
Alessandro Molon (RJ)Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O líder do PSB na Câmara Federal, Alessandro Molon (RJ), entrou com uma representação contra o general Augusto Heleno por crime de Segurança Nacional. As representações serão feitas à Procuradoria Geral da República (PGR) em resposta à nota divulgada pelo general sobre o pedido de Celso de Mello de depoimento do presidente Jair Bolsonaro e apreensão dos celulares de Jair e Carlos Bolsonaro. No texto, Heleno escreveu que "o pedido de apreensão do celular do Presidente da República" é inconcebível e, até certo ponto, inacreditável.

"Vamos representar contra o General Heleno por crime comum, com base na Lei de Segurança Nacional, e por crime de responsabilidade. A nossa democracia não pode se curvar neste momento, sob o risco de cruzarmos a última barreira que nos distingue de um regime totalitário. Basta!", afirmou.

assuntos

comece o dia bem informado: