Jair Bolsonaro
Jair BolsonaroFoto: Paullo Allmeida

Ex-candidato ao Governo do Estado do presidenciável Jair Bolsonaro em Pernambuco, coronel Meira fechou uma aliança para apoiar a candidatura do ex-prefeito de Petrolina, Júlio Lóssio (Rede), para a o Palácio do Campo das Princesas. Com a unidade, o objetivo é repassar o eleitorado do capitão da reserva para o representante da Rede. A aliança foi construída por Gilson Machado, que teve a candidatura ao Senado retirada pelo PSL e é outro nome de Bolsonaro no Estado. Órfãos de um apoiador do presidenciável do PSL no Estado, os apoiadores acharam em Lóssio um nome para representar Bolsonaro.

"Julio Lóssio tem toda a base e formação que nós de direita, conservadores do brasil e de Pernambuco. É um político ficha limpa, duas vezes administrou prefeitura de Petrolina, é cristão e declarou apoio a todos nós que apoiamos Jair Messias Bolsonaro. Vai está foto da esposa dele (candidata a deputada estadual), de Bolsonaro, dele e minha foto nas propagandas de campanha", afirmou Meira.

Coronel Meira reafirma que uma aliança entre Lóssio e Bolsonaro no segundo turno é a principal expectativa do seu grupo político. "Minha grande preocupação é costurar apoio para segundo turno com Lóssio. Ele é marina, é Rede. Respeitamos, mas entendemos que Pernambuco precisa mudar. Os homens de bem de pernambuco estão se juntando para mudar", disse.

Júlio Lóssio declarou que mantém seu apoio a Marina Silva em Pernambuco, mas que vêm recebendo o apoio dos eleitores de Bolsonaro. "Muitos eleitores de Bolsonaro em Petrolina já votam em mim porque pessoas estão indignados com Armando Monteiro Neto e Paulo Câmara brigando por Lula e vão terminar quebrando ele no meio", criticou.

Gilson Machado relata que há uma identificação de Júlio Lóssio com as pautas defendidas por Jair Bolsonaro. Ele cita como exemplo as críticas do ex-prefeito de Petrolina a exibição da peça teatral O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu na programação oficial do Festival de Inverno de Garanhuns (FIG). "Há uma identificação das pautas. Tanto que o apoio de Bolsonaro a Lóssio foi cogitado, na época em que ainda estávamos no Patriotas. Só não deu certo por questões partidárias", afirmou.

comece o dia bem informado: