Geraldo Alckmin, candidato pelo PSDB
Geraldo Alckmin, candidato pelo PSDBFoto: Evaristo Sá/ AFP

Em sua última propaganda no horário eleitoral, Geraldo Alckmin (PSDB) busca o eleitor desalentado, vincula o discurso de Jair Bolsonaro (PSL) de vitória no primeiro turno a fake news e se apresenta como opção aos que rejeitam o radicalismo.

A publicidade do tucano faz questão de exibir eleitores decepcionados e locais afetados pela pobreza. Alckmin reconhece os problemas mas diz que vê esperança.

Leia também:
"Bolsonaro é menino mimado", diz Alckmin
Haddad vai ao TSE contra fake news divulgadas por apoiadores de Bolsonaro


Um longo trecho da propaganda pede que o eleitor "desconfie de tudo" ao falar de fake news. "As campanhas do Bolsonaro e do PT são especialistas nisso", diz a locução. "Desconfie de tudo. Desconfie do discurso que a eleição acaba no primeiro turno", conclui, mostrando imagem do candidato do PSL.

Alckmin diz que o país corre o risco de comprometer a democracia e a liberdade. "É uma ilusão acharmos que é por meio do autoritarismo e da prepotência que vamos livrar o Brasil dos males da corrupção, do desgoverno e no desemprego".

"Você tem força para evitar que o Brasil fique refém do radicalismo no segundo turno", diz o tucano, que encerra se apresentando como representante dos que não querem um radical.

Alckmin tenta uma última jogada para melhorar sua posição na disputa. Os resultados de pesquisas feitas até esta quinta-feira (4) indicam que ele está muito longe de uma vaga no segundo turno da eleição presidencial.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: