Mano Brown, líder dos Racionais MC's
Mano Brown, líder dos Racionais MC'sFoto: Fernando Eduardo / Flickr

Após Mano Brown fazer críticas ao PT durante comício no Rio de Janeiro, seu discurso ganhou um novo "apoiador" nesta quarta-feira (24): Jair Bolsonaro, candidato do PSL e adversário do petista Fernando Haddad no segundo turno das eleições de 2018.

"Concordo com o Mano Brown!", escreveu Bolsonaro ao compartilhar trecho do discurso de Brown durante comício de Haddad nesta terça-feira (23), no Rio de Janeiro -a publicação do candidato do PSL ainda foi acompanhada de um emoji com sinal de joia.

Em um discurso de pouco mais de três minutos, Brown disse achar que a eleição já estava decidida e disse que se o PT "não conseguiu falar a língua do povo, tem que perder mesmo". Diante de Haddad, ele também criticou a falha de comunicação da campanha.

"Se não conseguir falar a língua do povo, vai perder mesmo. Falar bem do PT para torcida do PT é fácil. Tem uma multidão que precisa ser conquistada ou vamos cair no precipício. Tinha jurado não subir no palanque de mais ninguém", diz trecho do discurso de Brown compartilhado por Bolsonaro.

Leia também:
Bolsonaro omite da Justiça detalhes de gastos do primeiro turno
Ex-presidente do PSDB, Goldman declara apoio a Haddad 

No comício, após a fala de Brown, Haddad disse compreender, entender e respeitar o que o rapper disse. No Twitter, o candidato petista escreveu que "Brown tem razão" e que "a hora é a do diálogo".

Pouco depois, na mesma rede social, Haddad disse que Bolsonaro não admite críticas. "Bolsonaro acha estranho que eu tenha eleitores críticos como Mano Brown e Cid Gomes. Bolsonaro estranha porque não admite críticas", escreveu o ex-prefeito de São Paulo.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: