Folha Política

Renata Bezerra de Melo

ver colunas anteriores
Governador Paulo Câmara (PSB) em entrevista à Rádio Folha
Governador Paulo Câmara (PSB) em entrevista à Rádio FolhaFoto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

Servidor público há 25 anos, o governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), observa que nunca viu imagem de presidente da República em repartições estaduais. Faz a colocação ao ser indagado sobre posicionamento recente do presidente Jair Bolsonaro, que criticou, em entrevista ao SBT, governadores do Nordeste por "ouvir dizer" que os gestores da região não iriam colocar a foto oficial sua nos gabinetes. Sobre o episódio, o socialista se disse surpreso: "Porque não existe foto de presidente da República em repartições estaduais. Nunca existiu. Eu sou servidor público há 25 anos e nunca vi".

O governador de Pernambuco relatou ter tido o cuidado de assistir à entrevista e avaliou que o presidente da República foi "provocado" sobre o assunto. "O repórter provocou sobre não ter a foto dele nas repartições estaduais e, ao mesmo tempo, falou alguma coisa sobre a não presença dos governadores nas fotos. Foi aí que ele falou essa frase", ponderou Paulo Câmara em entrevista a esta colunista e a Joffre Melo no programa Folha Política, da Rádio Folha FM 96,7, nesta quarta-feira (9).

Paulo Câmara complementou: "No meu entendimento, não tem cabimento em relação a um presidente falar isso, porque um presidente foi eleito para governar todo Brasil e nós, aqui de Pernambuco , fomos eleitos para governar todo o Estado de Pernambuco. É isso que eu faço e é isso que vou continuar fazendo e espero que o presidente também tenha esse olhar federativo, um olhar constitucional, que precisa ter com estados e municípios".

O governador explicou ainda que sua posse coincidiu com o horário da do presidente. "E a gente tem muita alegria de ser governador de Pernambuco, mais uma vez, pela confiança do povo de Pernambuco e fiz minha posse realmente aqui e fiz posse com amigos, parlamentares com a família e estou muito feliz de ter tomado posse no dia primeiro de janeiro e ter tido acompanhamento de tanta gente que quer me ajudar a governar o Estado nos próximos quatro anos. Por isso que a gente fez uma posse no horário adequado para que todos lá estivessem e muito detemrinados e confiantes a me ajudar a governar esse Estado", assinalou.
 

 

Confira abaixo a entrevista na íntegra: 

 

veja também

comentários

comece o dia bem informado: