Folha Política

Renata Bezerra de Melo

ver colunas anteriores
Renata Bezerra de Melo
Renata Bezerra de MeloFoto: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco

Passada a eleição da Mesa na Câmara Federal e desfeitos os blocos formados para a ocasião, um entendimento sobre a indicação da liderança da minoria ainda não foi consolidado. "Há uma discussão dentro da Casa", registra, à coluna, o deputado federal João Campos (PSB). Os socialistas, em reunião na última terça, indicaram o nome de Alessandro Molon para exercer a função, mas o PCdoB defende o direito de indicar o nome para vaga. "Possivelmente, o presidente (Rodrigo Maia) deve decidir", pontua João Campos, que fala em "entendimento dúbio" vigente no legislativo. Presidente nacional do PCdoB, Luciana Santos, ao comentar a opção feita pelo PSB de ir para um bloco com o PT e o PSOL, ponderou que, na prática, isso gerou um isolamento dos socialistas. "Isso é o que está ocorrendo, porque, por exemplo, quem tem a prerrogativa da liderança da minoria é o bloco que compôs mais deputados na hora da eleiçao da Mesa, e fomos nós junto com PDT e outros partidos que tivemos (o bloco) 105 deputados", explica a dirigente. Ela completa: "O bloco do PSB-PT teve 97. Então, nós temos a prerrogativa da liderança da minoria. Isso por si só já traduz (o isolamento da eleição da Mesa)". Luciana fez as considerações em entrevista ao programa Roda Viva Pernambuco anteontem. João Campos realça a existência de partidos da base do governo no bloco que inclui PDT e PCdoB. O socialista observa o seguinte: "Vai ser esquisito se um bloco que tem partidos da base indicar o líder da minoria". O referido bloco reuniu: PCdoB, PDT, Podemos, Solidariedade, Patriota, PPS, Pros, Avante, PV e Democracia Cristã. O PT em acordo com o PSB admitiu que os socialistas indicassem o líder da minoria. "Isso foi um acordo que o PT estabeleceu com o PSB, mas não vai poder entregar, porque nós é que temos a prerrogativa, porque nós tivemos maior bloco do que esse bloco do PSB e PT", argumenta Luciana.

Superfície de atrito
Antes de Luciana Santos realçar que o PT não tem como entregar o que prometeu ao PSB, Manuela D’ávila chegou a externar incômodo, no seu facebook, com outra atitude do PT: "PSOL e PT tentaram impedir a fusão do PCdoB com PPL".

Opção... > Ainda segundo Luciana, a aliança do PCdoB para eleição da Mesa foi a "possível de ser formada". A lógica original, com PSB e PCdoB juntos, era "mais programática".

...do outro > Luciana lamenta: "Mas o PSB desfez num determinado momento para caminhar junto com PT, PSOL, que tinha uma tática de marcar posição".

Alô 1 > O presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia, telefonou ao governador Paulo Câmara solicitando audiência com ele. Vai ser recebido, hoje, no Palácio das Princesas, às 17h.

Alô 2 > O governador vai mais ouvir. Paulo ainda aguarda uma proposta concreta sobre a previdência.

Contraponto > Líder do governo na Alepe, Isaltino Nascimento contesta análíse do deputado Antônio Coelho sobre a Capital. "O deputado certamente vai reavaliar o perfil equivocado que traçou do Recife como cidade conservadora”, argumenta.

Capital > Ainda que Jair Bolsonaro tenha vencido no 1º turno na Capital, Isaltino grifa que Fernando Haddad saiu vitorioso no 2º. "A vitória do petista, segundo ele, reflete as tradições libertárias e contestadoras da Capital. Desde 2000 a Capital, diz Isaltino, vem tendo uma gestão de esquerda à frente e que sempre lançou um olhar para comunidades de periferia.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: