Folha Política

Renata Bezerra de Melo

ver colunas anteriores
Vereador Renato Antunes é o líder da oposição na Câmara Municipal do Recife
Vereador Renato Antunes é o líder da oposição na Câmara Municipal do RecifeFoto: José Britto/ Folha de Pernambuco

Após a prisão do ex-presidente da República, Michel Temer, nesta quinta-feira (21), o líder da oposição na Câmara Municipal do Recife, o vereador Renato Antunes (PSC), em entrevista à Rádio Folha FM 96,7, avaliou que a Operação Lava Jato "está dando recado". E traduz: "A Lava Jato dá esse recado, dizendo: 'Nós estamos aqui, porque há um apelo pupular e porque são minhas obrigações constitucionais".

Ele acrescenta: "A Lava Jato está mostrando, hoje, que a Justiça brasileira não tem cor partidária, porque isso aí foi mote de discurso de muitos partidos políticos, que só se preocupam com lado A, com lado B, com vermelho, com azul. Acho que crime não tem cor, não tem 8 nem 80".

Na leitura dele, ao decidir que crimes como corrupção e lavagem devem ser julgados na Justiça Eleitoral, se estiverem relacionados a caixa dois de campanha, o Supremo Tribunal Federal (STF) teve uma "tentativa explícita de nocaute" na Lava Jato.

"Não entendo nem como cotovelada. Acho que foi tentativa explícita de nocaute. O STF é a última instância de julgamento, mas o poder de investigação é da Polícia Federal, é da Justiça da primeira instância. No meu ponto de vista, foi um nocaute", assinala Renato Antunes.

Ele sublinha que o foro privilegiado "infelizmente ainda é uma barreira que protege bandido de terno e gravata". E arremata: "Eu acho que a gente precisa combater. Se fala tanto em Velha política, nova política, eu acho que nossa Justiça dá um recado para o Brasil, que não se tolera mais essa situação. Não importa se é presidente, ex-presidente. Se cometeu delito tem que ser julgado à luz da lei".

Renato falou ainda da plataforma que criou para monitorar obras paradas, dos planos do PSC para 2020, do apelo que fez ao deputado federal João Campos em prol de escolas, entre outras coisas.

Confira abaixo a entrevista na íntegra:


veja também

comentários

comece o dia bem informado: