Folha Política

Renata Bezerra de Melo

ver colunas anteriores
Secretário de Educação do Estado Fred Amâncio em entrevista da rádio Folha
Secretário de Educação do Estado Fred Amâncio em entrevista da rádio FolhaFoto: Alfeu Tavares / Folha de Pernambuco

Uma audiência com o novo ministro da Educação, Abraham Weintraub, foi solicitada pelo Conselho Nacional de Secretários da Educação (Consed) um dia depois que o nome do titular da pasta foi formalizado. Faz uma semana. Mas, até o momento, não houve retorno. Em entrevista à Rádio Folha FM 96,7, nesta terça-feira (16), o Secretário de Educação de Pernambuco, Fred Amâncio, que é vice-presidente da instituição, disse que a ausência de resposta "preocupa".

"Nós, do Conselho Nacional, solicitamos audiência com o ministro e não recebemos resposta disso, o que já nos preocupa", observa Amâncio. Mas pondera: "Estamos na expectativa. Vamos dar também esse benefício de iniciar as atividades e julgar com base nas ações implantadas pelo ministério".

Com o ministro anterior, Ricardo Vélez, o Consed teve duas audiências. Fred realça que o orgão e a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) são as duas entidades mais importantes do Brasil para Educação Básica, uma representa redes estaduais e outra redes municipais.

Fred Amâncio sublinha que o Conselho Nacional de Secretários de Educação estabeleceu prioridades para a Educação no País e cobra que o MEC tenha um olhar para essa relação.

Fred adverte: "Não é prioridade para o Brasil nesse momento discutir
ensino domiciliar. Não é a prioridade discutir escola sem partido, não é a prioridade discutir escolas cívico-militares. São discussões que podem ser discutidas ao longo dos anos Mas o Brasil tem que discutir a melhoria do ensino médio, melhoria da alfabetização. Existem prioridades e foi isso que o conselho nacional estabeleceu".

Fred falou ainda sobre a desvinculação de recursos no Orçamento, sobre o Fundeb e jogos escolares em Pernambuco, entre outros assuntos. A entrevista na íntegra segue no podcast abaixo:

veja também

comentários

comece o dia bem informado: