Folha Política

Renata Bezerra de Melo

ver colunas anteriores
Paulo Guedes na Comissão Especial da Reforma da Previdência
Paulo Guedes na Comissão Especial da Reforma da PrevidênciaFoto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

Parlamentares engajados na aprovação da Reforma da Previdência fazem uma conta de que 70% dos deputados já defendem que a "reforma desça". Leia-se: que os Estados assumam o desgaste de fazer suas próprias reformas. O Solidariedade já havia sinalizado com emenda no sentido de que a reforma do governo Bolsonaro não crie regras para servidores estaduais e municipais, mas, até então, isso se dava em tom de pressão aos governadores. Agora, boa parte dos deputados avalia que o apoio dos governadores não acarretará mais apoio das bancadas.

As palavras do ministro Paulo Guedes, ontem, na comissão especial, denotaram tal convicção. “Há estados, mesmo da oposição, que estão sem pagar, atrasando pagamentos para fornecedores, atrasando em salários e começando a atrasar também pagamentos da Previdência”, alertou Paulo Guedes, o que, segundo deputados, foi mais um recado do que pressão.


 

Agora, vai!
Foi do governador de Sergipe, Belivaldo Chagas, o último pedido de audiência ao presidente Jair Bolsonaro do total de solicitações feitas por governadores do Nordeste. O Palácio do Planalto, então, resolveu responder a todos de uma vez só e a reunião com gestores da região com o presidente se dará hoje, às 15h.
Presente > Paulo Câmara, que, inicialmente, teria agenda, em São Paulo, hoje, remanejou o compromisso com a Accenture para ontem e estará, hoje, com Bolsonaro no Planalto.
Digital... > O ex-deputado Alexandre Baldy, nome mais cotado para o Ministério das Cidades, que vai resultar do desmembramento da pasta de Desenvolvimento Regional, é filiado ao PP, mas há progressistas realçando que a relação dele é muito mais estreita com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia.
...de Maia > Mesmo a indicação de Baldy para a Secretaria de Transportes Metropolitanos no governo João Doria, dizem progressistas, foi de Rodrigo Maia. Baldy representa Ciro Nogueira, o presidente nacional do PP, mas “muito menos”, grifa um parlamentar aliado, do que representa Maia.
Moeda > A indicação de Baldy é vista como um movimento que contempla o “centrão”, o que, na previsão de aliados do governo, dará retorno na aprovação da Reforma da Previdência.
Dizem > Nos corredores do Congresso Nacional, a reformulação na Esplanada gerou rumores de que o senador Fernando Bezerra Coelho, que já foi titular da Integração Nacional na gestão Dilma Rousseff, pudesse voltar a comandar a pasta.
Outra tese > Há, na bancada de Pernambuco, quem aposte que o movimento renderia espaço para o deputado Fernando Filho, que também já foi ministro, mas da gestão Michel Temer.
Seleção > O secretário estadual de Saúde, André Longo, abriu seleção pública para o cargo comissionado de gerente para cada uma das 12 Gerências Estaduais de Saúde (Geres), com o intuito de valorizar aqueles com maior experiência e conhecimento técnico em saúde pública. As inscrições seguem até o dia 24.05.
Trincheira > Isaltino Nascimento reúne na Alepe, hoje, parlamentares, assistentes sociais, usuários e gestores públicos para discutirem o desmonte da seguridade social. A Frente Parlamentar em Defesa do SUAS recebe Márcia Lopes, assistente social e ex-ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome do Governo Lula. Será às 14h, no auditório Sérgio Guerra. 

 

veja também

comentários

comece o dia bem informado: