Folha Política

Renata Bezerra de Melo

ver colunas anteriores
Presidente da Compesa, Roberto Tavares
Presidente da Compesa, Roberto TavaresFoto: Bruno Campos/Folha de Pernambuco

Nos bastidores da administração Paulo Câmara, um desgaste na relação do presidente da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), Roberto Tavares, com o núcleo duro do governo já é anotado há algum tempo. A tensão resultante desse atrito repetitivo, no entanto, deve, agora, desaguar em mudança no comando da Compesa. A alteração está no radar, segundo palacianos já preveem. E estaria dependendo apenas da conclusão do xadrez do remanejamento. Na bolsa de apostas que já se dá, há quem aponte a possibilidade de a secretária de Infraestrutura e Recursos Hídricos, Fernandha Batista, ser movida para a presidência da Compesa. A expectativa é de de que essa rearrumação seja consolidada nos próximos dias. Fernanda foi anunciada como titular da Infraestrutura no final do ano passado e a Compesa é vinculada a essa pasta. Não há previsões de que ela possa acumular funções. As especulações se somam, no momento, sobre quem assumiria o lugar dela, que, hoje, está capitaneando um dos principais programas desse segundo mandato de Paulo Câmara, o Caminhos de Pernambuco, cujo objetivo é reestruturar a malha viária até 2022, com investimento de R$ 505 milhões. Outro nome cotado para ser mexido em meio à dança das cadeiras é Roberto Gusmão, da URB. O nome dele remete à alguma influência que o prefeito Geraldo Julio pode ter nessa equação. Aliados observam que esse processo deve ter digital dele e de Antonio Figueira, da Assessoria Especial do governador. Há palaciano lembrando que Roberto Tavares é visto como “ingovernável”.


Bruno não concorre mais

"Não serei eu o candidato". A afirmação taxativa é do presidente nacional do PSDB, Bruno Araújo. Ele enfatiza: "Não disputo mais mandato eletivo. Acho que cumpri meu papel na vida pública, pelo menos em relação a cargos eletivos". Bruno fez a declaração em entrevista ao programa Folha Política, da Rádio Folha FM 96,7 ontem, ao ser indagado sobre os planos da sigla para 2020.
No páreo > Segundo Bruno, o PSDB está buscando alternativa para ter candidatura própria no Recife. Aposta é em “oxigenação”.
Nada... > O conselho de ética do PSDB deve ser instalado nas próximas semanas e será presidido pelo ex-vice-governador do Espírito Santo, Cesar Colnago. Ele será o responsável por distribuir representação contra o deputado federal Aécio Neves.

...debaixo... >Como houve uma mudança de estatuto, ela precisa ter anotação formal do TSE. "Cumprida essa formalidade, conforme determina a Lei dos Partidos Políticos, o conselho de ética fará a distribuição da representação que existe hoje", explica o presidente nacional do PSDB, Bruno Araújo.

...do tapete >Bruno crava o seguinte: “O PSDB não vai botar mais nada para debaixo do tapete". E admite: "Há uma nítida cobrança nacional em relação ao tema do ex-governador, ex-senador, ex-deputado Aécio Neves". Recentemente, o prefeito de São Paulo, Bruno Covas, voltou a cobrar expulsão de Aécio.

Caixinha de... >Não param de chegar queixas à Prefeitura de Jaboatão sobre crateras existentes na PE-17, via que passa pela Muribeca, no município. A gestão vive explicando que a rodovia é de responsabilidade do Governo do Estado.

...reclamação >O prefeito Anderson Ferreira lembra que já fez dois pedidos ao Governo do Estado para municipalizá-la. O último foi em 26 de março e, até agora, nada de resposta.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: