Vice-presidente Hamilton Mourão
Vice-presidente Hamilton MourãoFoto: Pedro Ladeira/Folhapress

O vice-presidente da República, general Hamilton Mourão, afirmou nesta quarta-feira (24) que a troca de farpas entre ele e o vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) é página virada.

"O que é que eu falei ontem? Quando um não quer, dois não brigam, tá bom. Então, esse assunto, vira a página", disse ao chegar ao Palácio do Planalto na volta de um almoço com embaixadores da União Europeia.

A declaração do vice ocorre em meio a uma série de críticas feitas por Carlos a ele por meio das redes sociais. Mesmo após o presidente Jair Bolsonaro (PSL) ter afirmando na terça (23) que queria colocar um "ponto final" na história entre seu filho e o vice, o vereador segue com publicações críticas.

Leia também:
Filho de Bolsonaro diz que 'jogo' do general Mourão está muito claro
Bolsonaro se recusa a enquadrar filho, que reabre crise com Mourão

Nesta quarta, em uma das postagens sobre Mourão, Carlos disse ser "estranhíssimo seu alinhamento com políticos que detestam o presidente", como o ex-deputado Jean Wyllys (PSOL). O filho do presidente ainda escreveu: "Lembro que não estou reclamando do vice só agora e tals... são apenas informações!"

Na terça, ao deixar seu gabinete no Palácio do Planalto, Mourão afirmou que adotaria uma postura de não criar um confronto e exemplificou com um ditado popular.

"Todo mundo emite a sua opinião, tal e coisa. A minha mãe sempre dizia uma coisa: 'Quando um não quer, dois não brigam'. Está certo? Então, essa é a minha linha de ação. Vamos manter a calma", disse.

Mourão foi aconselhado por militares do governo a ser mais cauteloso e parar de dar declarações à imprensa e de fazer postagens e curtidas nas redes sociais.

Inicialmente, o grupo de generais saiu em defesa do vice depois de Carlos ter postado um vídeo em que o escritor Olavo de Carvalho, guru da família Bolsonaro, critica militares.

A continuidade de declarações de Mourão, contudo, incomodou a eles, que pediram novamente que cessassem as falas.

Ainda nesta quarta, o vice disse que é assunto de pai e filho e não quis comentar o silêncio de Bolsonaro nas redes sociais nos últimos dias.

Logo depois da declaração, Mourão participou de um evento de sanção de lei no Planalto. Ele e o presidente desceram a rampa lado a lado para dar ares de normalidade na relação de ambos.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: