[1250] porto do recife
[1250] porto do recifeFoto: porto do recife

Foram iniciadas as obras do complexo multiuso composto por hotel com marina e centro de convenções no Cais de Santa Rita. A expectativa é de geração de 1.430 empregos durante a construção e mais 3.380 na operação. O prefeito Geraldo Julio e o governador Paulo Câmara conheceram detalhes do projeto em apresentação no Palácio do Campo das Princesas

O projeto de revitalização do Porto do Recife ganha mais um importante empreendimento, com o início da construção do complexo multiuso que vai integrar um hotel com marina e um centro de convenções. Na manhã desta terça-feira (10), no Palácio do Campo das Princesas, o prefeito Geraldo Julio e o governador Paulo Câmara conheceram os detalhes do novo projeto, que terá um investimento na ordem de R$ 140 milhões e previsão de gerar 1.430 empregos diretos só na construção. O projeto integra o pacote dos sete espaços cedidos à iniciativa privada, que vão da antiga Ponte Giratória às imediações do Forte do Brum e que já conta com bares e restaurantes, espaço de eventos, além do Terminal Marítimo, a Central de Artesanato e o Cais do Sertão, estes administrados pelo Governo de Pernambuco.

O prefeito Geraldo Julio destacou os benefícios que a iniciativa vai trazer para o Recife. “A chegada desses empreendimentos vai fortalecer uma área que vem crescendo muito que é o turismo aqui na cidade. Nosso aeroporto vem batendo recorde de passageiros, no Carnaval batemos recorde de ocupação hoteleira e agora iremos reforçar uma área importante para os recifenses. A revitalização do Porto já teve vários equipamentos construídos e agora o anúncio de R$140 milhões na construção de um hotel e um centro de convenções, que vai gerar só na construção mais de 1400 empregos diretos, vem impulsionar ainda mais a região. É uma iniciativa importante para a cidade em um tempo em que o Brasil passa por uma crise econômica prolongada, mas tenho certeza que esse investimento vai fortalecer ainda mais esse crescimento turístico na cidade”, afirmou o prefeito.

Para o governador Paulo Câmara, o anúncio é uma confirmação que mesmo em meio à crise, o Estado está preparado para receber investimentos. “Nós estamos felizes com o que foi apresentado. O investimento vai começar com um hotel, uma marina molhada, um centro de convenções, com R$ 140 milhões em investimentos, e mais de 1400 empregos gerados neste primeiro momento, fora os indiretos. Em um momento em que vemos pouca coisa acontecendo no país, em Pernambuco, nós mostramos que temos condição de anunciar um investimento como esse. Uma área privilegiada, que com certeza vai ampliar o turismo de negócio e lazer e abrir expectativas positivas de que vale a pena investir no Estado. A gente está cada vez mais preparado, com equipamentos cada vez mais modernos, conectados com esse futuro desafiador”, reforçou Câmara.

A nova estrutura vai se instalar onde ficavam os armazéns 15, antigo prédio da Conab, 16 e 17 do Porto do Recife, nas imediações do Cais de Santa Rita, e é de responsabilidade da incorporadora Porto Novo Recife. De acordo com o projeto, o hotel será de porte quatro estrelas, com 240 leitos, e terá uma marina, com capacidade para atracar 136 barcos e veleiros de até 70 pés. O estabelecimento terá restaurantes, lojas, bares, salas de reunião, piscina e 136 vagas de garagem. Já o centro de convenções terá capacidade para eventos com até 4 mil pessoas e flexibilidade de espaço para receber convenções, exposições e para montagem de auditório. Ainda terá 231 vagas de garagem. Na região já funcionam no número 9, para fins corporativos, com a chegada da Accenture, nos armazéns 12 e 13 bares e restaurantes e no Armazém 14, um espaço de eventos.

O diretor do projeto do Porto Novo Recife, Romero Maranhão Filho, explica que o novo bloco de investimentos se torna mais um projeto na integração da população aos equipamentos urbanos recifenses. “É um conceito amplo de urbanização, de ocupação da cidade. A revitalização da área de Porto ganha mais um equipamento, um projeto versátil, de impacto turístico, com olhar de negócios e que vai demandar ainda mais do bairro. Por outro lado, se torna mais um ponto de atração de eventos, podendo, inclusive, ser o promotor de congressos, de rodadas de negócios, encontros corporativos, com o grande ganho de ter um hotel incorporado ao projeto”. pontuou.

assuntos

comece o dia bem informado: